Relação entre a espessura endometrial e os níveis do beta-HCG com a resposta ao tratamento da gravidez ectópica com metotrexato

Relação entre a espessura endometrial e os níveis do beta-HCG com a resposta ao tratamento da gravidez ectópica com metotrexato

Título alternativo Relationship between endometrial thickness and beta-HCG levels in the response to treatment of ectopic pregnancy with methotrexate
Autor Soares, Roberto da Costa Autor UNIFESP Google Scholar
Elito Junior, Julio Autor UNIFESP Google Scholar
Camano, Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: to evaluate the correlation between the beta-human chorionic gonadotropin (beta-hCG) serum levels and the measurement of the endometrial thickness, in patients under treatment of ectopic pregnancy with methotrexate. METHODS: a prospective study in which the levels of beta-hCG as well as the largest measurement of the endometrial thickness on the uterine longitudinal axis through transvaginal ultrasound were evaluated at 24-48 h intervals in thirty-eight patients with hemodynamic stability, ectopic pregnancy, diameter <3.5 cm, and increased beta-hCG levels. All the patients got methotrexate in a single-dose therapy (50 mg/m&sup2; im). We compared the mean values of beta-hCG and endometrial thickness of cases that evolved successfully versus the poor responders using the Student t-test. Afterwards we analyzed the difference of the beta-hCG mean serum values related to the endometrial thickness(<10.0 mm and >10.0 mm) independently of the response to treatment employing the Student t-test. RESULTS: the mean values of beta-hCG and endometrial thickness in patients with successful treatment (28 cases) were 1936.2 mIU/ml and 6.4 mm, respectively, significanlty lower than the mean values for insuccessful cases: 6831.3 mIU/ml and 11.7 mm, respectively (p<0.05). The mean values of beta-hCG in women with endometrial thickness <10.0 mm were 2008.7 mIU/ml, significantly lower than the ones with endometrium >10.0 mm, whose mean values were 6925.9 mIU/ml (<0.05). CONCLUSIONS: the measurement of the endometrial thickness through ultrasound is under the beta-hCG serum values influence, and it showed to be a valuable additional factor to suggest medical treatment with methotrexate in the non-disrupted ectopic pregnancy.

OBJETIVO: avaliar a relação entre os níveis séricos do hormônio gonadotrópico coriônico (beta-hCG) e a medida da espessura endometrial, em pacientes submetidas ao tratamento de gravidez ectópica com metotrexate. MÉTODOS: estudo clínico prospectivo, no qual foram avaliados os títulos do beta-hCG e a maior medida da espessura endometrial no eixo longitudinal uterino por meio da ultra-sonografia transvaginal, em 38 pacientes com gravidez ectópica íntegra, com diâmetro < 3,5 cm, com estabilidade hemodinâmica e aumento dos níveis do beta-hCG num intervalo de 24-48 horas. Todas receberam terapia com dose única de metotrexate (50 mg/m&sup2; intra muscular). Foram comparadas as médias dos valores do beta-hCG e da espessura endometrial, das mulheres que evoluíram com sucesso do tratamento e com aquelas que apresentaram insucesso terapêutico. Posteriormente, foi avaliada a diferença entre as médias dos valores séricos do beta-hCG segundo a espessura endometrial (<10,0 mm e >10,0 mm), independente da resposta terapêutica. Para análise estatística foi utilizado o teste t de Student. RESULTADOS: as médias dos valores iniciais do beta-hCG das 28 mulheres que apresentaram resposta terapêutica medicamentosa foi de 1936,2 mUI/ml, significativamente menor do que a média das 10 mulheres sem resposta, 6831,3 mUI/ml (<0,04). Da mesma forma a média da espessura do endométrio foi significativamente menor nas mulheres com resposta d que naquelas sem resposta, 6,4 mm e 11,7mm respectivamente (p<0,01). A média dos valores do beta-hCG das mulheres com espessura endometrial <10,0 mm foi 2008,7 mUI/ml, significativamente menor que daquelas com endométrio >10,0 mm, cuja média foi de 6925,9 mUI/ml. CONCLUSÕES: a medida da espessura endometrial avaliada pela ultra-sonografia sofre influência dos níveis séricos do beta-hCG, se mostrando valiosa como fator orientador adicional na indicação do tratamento medicamentoso com metotrexate na gravidez ectópica íntegra.
Palavra-chave Ectopic pregnancy
Endometrium
Chorionic gonadotropin
Gravidez ectópica
Endométrio
Gonadotrofina coriônica
Idioma Português
Data de publicação 2004-07-01
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 26, n. 6, p. 471-475, 2004.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Publicador Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 471-475
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032004000600008
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72032004000600008 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2157

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-72032004000600008.pdf
Tamanho: 76.29KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta