Estudo morfológico do fígado de ratos na isquemia-reperfusão sob oxigenação hiperbárica

Estudo morfológico do fígado de ratos na isquemia-reperfusão sob oxigenação hiperbárica

Título alternativo Morphological evaluation of ischemia-reperfusion hepatic injury in rats and hyperbaric oxygen
Autor Chaves, José Carlos Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Fagundes, Djalma José Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciência cirúrgica interdisciplinar
Resumo Objetivo: Estudar aspectos morfológicos e imunoistoquímicos do fígado de ratos sob isquemia e reperfusão (I/R) e submetidos à oxigenação hiperbárica (OHB). Métodos: Trinta e dois ratos foram distribuídos em quatro grupos (n=8) nos quais foi realizada a isquemia pela oclusão do pedículo hepático por trinta minutos e coletadas amostras de parênquima hepático após reperfusão de trinta minutos. Nos animais do grupo I não foi realizado nenhum procedimento de oxigenação hiperbárica (OHB), no grupo II a OHB foi realizada no período de isquemia, no grupo III a OHB foi realizada no período de reperfusão e no grupo IV foi realizada nos períodos de isquemia e reperfusão. Foi usada uma câmara especial de acrílico para animais de pequeno porte com 2,0 atmosferas de pressão e oxigênio a 100% para os procedimentos de OHB. As amostras de fígado foram processadas para coloração em hematoxilina e eosina e imunoistoquímica. A avaliação foi qualitativa (descrição das lesões), semi-quantitativa (escore de comprometimento da integridade do hepatócito) e determinação de índice apoptótico pela expressão da caspase 3. Resultados: As lesões dos hepatócitos atingiram 50% da lesão máxima esperada nos animais do Grupo I ( controle – sem OHB); os animais do grupo II (OHB na isquemia) atingiram 25% da lesão máxima, enquanto que a maior taxa de lesão foi encontrada nos animais do grupo III ( OHB na reperfusão) com 91,6% de lesão máxima, sendo que os animais do grupo IV (OHB em ambos os períodos) apresentaram 70,8% de lesão máxima esperada. O índice apoptótico teve variação semelhante sendo que os animais do grupo II (1,62 ±0,91) tiveram índices significativamente menores que os animais do Grupo I (3,5±0,75), enquanto que os piores resultados foram para o grupo III (11,25±1,90) e Grupo IV (5,75±1,28). Conclusões: A OHB quando aplicada no período de isquemia tem um efeito protetor significante sobre a lesão hepática, no entanto a sua aplicação somente na reperfusão ou em ambos os períodos de isquemia e reperfusão tem um efeito deletério, piorando as lesões em relação ao grupo controle.

Objective: morphological evaluation and Imunohistochemical of hepatic ischemiareperfusion injury in rats and hyperbaric oxygen (HBO). Methods: Thirty two rats were submitted to the ischemia by the occlusion of the hepatic vascular branch by thirty minutes and collected samples of hepatic tissue after thirty minutes of reperfusion. Group I (n=8): no HBO procedure; Group II (n=8): OHB in the ischemia period; Group III (n=8): OHB in the reperfusion period; and in the group IV (n=8): HBO in the ischemia and reperfusion periods. A special acrylic hyperbaric chamber was used of for animals of small load (2.0 pressure atmospheres and oxygen to 100%). The liver samples were processed for hematoxylin and eosin stain and imunohistochemical expression of caspase 3. The evaluation was qualitative (description of the lesions), semiquantitative (score of compromising of the integrity of the hepatic tissue) and determination of apoptosis by the expression of the caspase 3. Results: The damage of the liver cells reached 50% of the expected maximum injury in Group I (controls-without HBO); the group II (HBO in the ischemia) reached 25% of the maximum expected injury; the largest lesion was found in the animals of the Group III (HBO in reperfusion) that presented 91.6% of expected maximum injury while Group IV (HBO in both periods) presented 70.8% of expected maximum injury. The apoptosis had similar variation and the animals of the group II (1.62 ±0.91) they had rates significantly smaller than Group I animals (3.5±0.75), while the worst results went to the group III (11.25±1.90) and Group IV (5.75±1.28). Conclusions: OHB when applied in the ischemia period has a significant protecting effect on the hepatic injury, however the HBO application only in the reperfusion or in both ischemia and reperfusion periods it has a harmful effect, worsening the injury in relation to the controls group.
Palavra-chave Fígado
Oxigenação hiperbárica
Transplante
Ratos
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2006. 67 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 67 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21530

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-21530.pdf
Tamanho: 1.975MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta