Efetividade e segurança da ventilação com pressão positiva não-invasiva no edema pulmonar cardiogênico: revisão sistemática e metanálise

Efetividade e segurança da ventilação com pressão positiva não-invasiva no edema pulmonar cardiogênico: revisão sistemática e metanálise

Título alternativo Effectiveness and safety of noninvasive positive pressure ventilation in cardiogenic pulmonary edema: systematic review and meta-analysis
Autor Vital, Flavia Maria Ribeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Atallah, Álvaro Nagib Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo
Pós-graduação Saúde baseada em evidências - São Paulo
Resumo Contexto: A ventilação com pressão positiva não-invasiva tem sido amplamente utilizada para aliviar os sinais e sintomas decorrentes de insuficiência respiratória por diversas causas. Sua utilização previne o colapso alveolar e auxilia na redistribuição do líquido extravasado nos alvéolos, melhorando assim a complacência pulmonar e diminuindo o trabalho respiratório. Objetivos: Determinar a efetividade e segurança do tratamento com ventilação com pressão positiva não-invasiva associado ao tratamento padrão comparado ao tratamento padrão no edema pulmonar cardiogênico. Fonte de dados: Foi realizada uma busca sensível em seis bases de dados eletrônicas em abril de 2005. Foi revisada a lista de referências bibliográficas de todos os estudos incluídos e realizado o contato com os autores, além de especialistas na área, fabricantes de equipamentos e com o Cochrane Heart Group. Não houve restrições a idiomas. Seleção dos estudos: Foram selecionados ensaios clínicos aleatórios e ensaios clínicos quase-aleatórios que incluíram pacientes adultos com edema pulmonar cardiogênico agudo ou crônico agudizado. Os principais desfechos avaliados foram: mortalidade hospitalar, freqüência de intubação endotraqueal, tempo de permanência na UTI, tempo de permanência hospitalar, incidência de infarto agudo do miocárdio, alteração nos gases do sangue arterial e no pH, bem como alteração nos sinais vitais. Extração dos dados: Dois autores selecionaram de forma independente os artigos que satisfizeram os critérios de inclusão, um terceiro autor analizou e resolveu as discordâncias. A qualidade dos estudos foi avaliada com ênfase na ocultação de alocação, na análise por intenção de tratar e nas perdas durante o acompanhamento. A extração dos dados foi realizada por meio de uma ficha padronizada. Resultados: Foram incluídos 21 estudos envolvendo 1071 participantes. O uso da ventilação com pressão positiva não-invasiva resultou numa significativa redução da mortalidade Risco relativo (RR) 0.64; 95% intervalo de confiança (IC) 0.47, 0.87], da freqüência de intubação endotraqueal (RR 0.53; 95%IC 0.35, 0.82) e do tempo de permanência na UTI [diferença média ponderada (DMP) -1.07 dias; 95%IC -1.60, -0.53], além de demonstrar uma melhora na freqüência respiratória (DMP -2.63 rpm; 95%IC -3.67, -1.59) e na freqüência cardíaca (DMP -4.63 bpm; 95%IC -9.11, -0.15) após uma hora de intervenção. Não houve diferença estatisticamente significante em relação à incidência de infarto agudo do miocárdio durante (RR 1.23; 95%IC 0.78, 1.93) ou após o uso da ventilação não-invasiva (RR 1.08;95%IC 0.11, 10.23), no tempo de permanência hospitalar, na pressão arterial e nas variáveis gasométricas. Conclusão: A ventilação com pressão positiva não-invasiva é uma intervenção efetiva e segura no tratamento de pacientes adultos com edema pulmonar cardiogênico.

Context: Noninvasive positive-pressure ventilation has been widely used to alleviate signs and symptoms of respiratory distress due to several causes. It prevents alveolar collapse and helps to redistribute intra-alveolar fluid, improving pulmonary compliance and reducing respiratory work. Objectives: To determine the effectiveness and safety of noninvasive positive pressure ventilation (CPAP and NPPV bi-level) compared with standard medical care for treatment of cardiogenic pulmonary edema. Data Sources: We performed a comprehensive search of 6 electronic databases in April of 2005. Additionally, we reviewed the bibliographies of all included studies and contacted your authors, experts, equipment manufacturers, and the Heart Group of Cochrane Collaboration. No language restrictions were applied. Study Selection: We selected blinded or unblinded randomized or quasi-randomized clinical trials evaluating adult patients with acute or acute-on-chronic cardiogenic pulmonary edema and reporting any: of hospital mortality, endotracheal intubation rate, hospital and intensive care unit length of stay, incidence of acute myocardial infarction, arterial blood gases and pH alteration and vital signs alteration. Data Extraction: Two authors independently selected articles meeting the inclusion criteria, assessed study quality with emphasis on allocation concealment, intention-to-treat analysis and loss to follow-up. Data extraction was undertaken through a standardized form. Results: We included 21 studies involving 1071 participants. Use of noninvasive ventilation led to significant reductions in hospital mortality [Relative Risk (RR) 0.64; 95% Confidence Interval (CI) 0.47, 0.87], endotracheal intubation rate (RR 0.53; 95%IC 0.35, 0.82) and intensive care unit length of stay [weighted mean difference (WMD) –1.07 days; 95%IC -1.60,-0.53]. We noted non significant differences in the incidence of acute myocardial infarction during (RR 1.23; 95%IC 0.78, 1.93) or after noninvasive ventilation (RR 1.08; 95%IC 0.11, 10.23), side-effects and in hospital length of stay. Further led to significant improvement in respiratory (WMD -2.63 rpm; 95%IC -3.67, -1.59) and cardiac rate (WMD -4.63 bpm; 95%IC -9.11, -0.15) after one hour intervention. Conclusion: Noninvasive positive pressure ventilation is an effective and safe intervention for the treatment of adult patients with cardiogenic pulmonary edema.
Palavra-chave Insuficiência cardíaca
Infarto do miocárdio
Respiração artificial
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2006. 162 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 162 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21515

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-21515.pdf
Tamanho: 4.011MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta