Suplementação de zinco para prevenção de Diabetes Mellitus tipo 2: revisão sistemática de ensaio clínico randomizado

Suplementação de zinco para prevenção de Diabetes Mellitus tipo 2: revisão sistemática de ensaio clínico randomizado

Título alternativo Zinc supplementation for the prevention of type 2 diabetes mellitus: systematic review of randomized clinical trial
Autor Bauermeister, Vania Maria Beletate Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Forones, Nora Manoukian Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo
Pós-graduação Saúde baseada em evidências - São Paulo
Resumo Contexto: Diabetes Mellitus é um grupo de doenças metabólicas caracterizadas por hiperglicemia resultante de defeitos da secreção da insulina, ação da insulina ou os dois. A hiperglicemia crônica do diabetes está associada a danos a longo prazo, disfunções e falha de vários órgãos, especialmente olhos, rins, nervos, coração e vasos sanguíneos. O diabetes tipo 2 é a forma mais prevalente da doença, geralmente assintomática e não diagnosticada durante vários anos. O risco de desenvolver diabetes tipo 2 aumenta com a idade, obesidade e falta de atividade física. Relacionada com isso, a resistência à insulina é um aspecto fundamental da etiologia do diabetes tipo 2. Dessa forma, a maioria dos pacientes que desenvolve diabetes tipo 2 é resistente à insulina e a hiperglicemia ocorre quando esses pacientes não podem mais suportar o grau de hiperinsulinemia compensatória para prevenir a descompensação da homeostase da glicose. A resistência à insulina tem sido associada freqüentemente a aterosclerose , hipertrigliceridemia, intolerância à glicose, hiperlipidemia, hiperuricemia, hipertensão e doença ovariana policística. O zinco parece estimular a ação da insulina e o receptor da insulina. Objetivo: Verificar o efeito da suplementação de zinco na prevenção primária do diabetes mellitus tipo 2. Tipo de estudo: Revisão sistemática de ensaio clínico randomizado. Local: Disciplina de Medicina de Urgência e Medicina Baseada em Evidências da Universidade Federal de São Paulo/ Escola Paulista de Medicina. Estratégia de busca: Foram pesquisadas as seguintes bases de dados: the Cochrane Metabolic Endocrine Group Specialised Register, the Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL, The Cochrane Library, 2005), MEDLINE (1966 até Junho de 2005), EMBASE (1980 até Junho de 2005) e LILACS (1982 até Junho de 2005). Critérios para a seleção dos estudos: os estudos incluídos foram ensaios clínicos randomizados ou quase-randomizados, nos quais os participantes eram adultos vivendo na comunidade, acima de 18 anos de idade com resistência à insulina com algum tipo de suplementação de zinco (comparado com placebo ou nenhuma intervenção). Análise e coleta de dados: Dois revisores selecionaram os estudos relevantes, avaliaram a qualidade metodológica e extraíram os dados. Não houve como combinar os estudos em uma metanálise. Resultados principais: Apenas um estudo preencheu os critérios de inclusão desta revisão (Marreiro 2002). Não houve diferença estatisticamente significante favorecendo a suplementação de zinco comparado ao placebo em relação aos desfechos estudados no estudo. Conclusões: Não há evidências suficientes para sugerir o uso da suplementação de zinco na prevenção primária de diabetes mellitus tipo 2. Futuros ensaios clínicos deverão padronizar os desfechos mensurados como a incidência de diabetes mellitus tipo 2, diminuição da resistência à insulina, qualidade de vida, mortalidade e custos. Perdas e desistências deveriam, também, ser reportadas.

Background: Diabetes Mellitus is a group of metabolic diseases characterized by hyperglycemia resulting from defects in insulin secretion. insulin action, or both.The chronic hyperglycemia of diabetes is associated with long-term damage, dysfunction, and failure of several organs, especially the eyes, kidneys, nerves, heart, and blood vessels.Type 2 diabetes the most prevalent form of the disease is often asymptomatic and undiagnosed for many years. The risk of developing type 2 diabetes increases with age, obesity, and lack of physical activity. Related to this, insulin resistance is a fundamental aspect of the etiology of type 2 diabetes. This way, the majority of patients who develop type 2 diabetes are insulin resistance, and the hyperglycemia occurs when these patients can no longer support the degree of compensatory hyperinsulinemia required to prevent gross decompensation of glucose homeostasis.The insulin resistance has been shown to be associated with prevalent atherosclerosis, hypertrigliceridemia, glucose intolerance, dyslipidemia, hyperuricemia, hypertension and polycystic ovarian disease.The zinc seems to stimulate insulin action and insulin receptor tyrosine Kinase activity. Objectives: To assess the effect of the zinc supplementation in the primary prevention of type 2 diabetes mellitus. Search strategy: We searched the Cochrane Metabolic Endocrine Group Specialised Register, the Cochrane Central Register of Controlled Trials (CENTRAL, The Cochrane Library, 2005), MEDLINE (1966 to June 2005), EMBASE (1980 to June 2005), NIOSHTIC, CISDOC, CINAHL, LILACS (1982 to June 2005) and Scientific Electronic Library Online. The date of the last search was June 2005. Selection criteria: Studies were included if they had a randomised and quasi-randomized design, if they were adults living in the community, 18 years or older with insulin resistance and if there was some kind of zinc supplementation (compared to placebo or no interventions). Data collection & analysis: Two reviewers selected relevant trials, assessed methodological quality and extracted data. There were no cases where the pooling of data was appropriate. Main results: Only one study met the inclusion criteria of this review (Marreiro 2002). There were no statistically significant difference favouring participants receiving zinc supplementation compared to placebo concerning any outcome measured by the study. Reviewers' conclusions: There is limited evidence to suggest the use of zinc supplementation in the primary prevention of type 2 diabetes mellitus. Future trials should have standardised outcomes measures such as incidence of type 2 diabetes mellitus, decrease of the insulin resistance, quality of life, mortality and costs. Drop-outs and loss to follow up should be reported.
Assunto Zinco
Diabetes Mellitus tipo 2
Revisão
Idioma Português
Data 2006
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2006. 83 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 83 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21490

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Publico-21490.pdf
Tamanho: 1.749Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)