Eficácia de um programa de orientação sobre estratégias comunicativas a cuidadores de idosos com doença de Alzheimer

Eficácia de um programa de orientação sobre estratégias comunicativas a cuidadores de idosos com doença de Alzheimer

Título alternativo Effectiveness of a skills training program to caregivers of elderly with Alzheimer's disease
Autor Roque, Francelise Pivetta Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Bertolucci, Paulo Henrique Ferreira Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Os déficits de comunicação presentes na Doença de Alzheimer interferem na qualidade de vida do demenciado e do cuidador, devido ao papel que a comunicação tem no desempenho das atividades diárias e nas relações humanas. As estratégias facilitadoras, cujo uso pode ser intuitivo ou instruído, podem amenizar estes déficits. Objetivo: verificar a eficácia de um programa de orientação fonoaudiológica a cuidadores de pacientes idosos com DA moderada, com enfoque no treinamento de estratégias facilitadoras da comunicação entre ambos. Métodos: utilizou-se análise de questionário aplicado a cuidadores, e de interações filmadas entre estes e os idosos com Doença de Alzheimer moderada de que cuidavam, para identificar as estratégias facilitadoras da comunicação por eles empregadas quanto à sua freqüência e eficácia de uso, antes- e depois de quatro sessões em grupo para treinamento destas estratégias. Resultados: o programa foi aplicado a sete cuidadoras, tendo-se verificado depois da intervenção: aumento estatisticamente significante na freqüência de uso das estratégias facilitadoras da comunicação, segundo o relato das cuidadoras e a análise de filmagem por examinadoras, e ausência de diferenças estatisticamente significantes na eficácia destas estratégias, segundo o relato das cuidadoras e a observação de examinadoras. Houve ainda correlação positiva entre o uso e a eficácia destas estratégias, referidos pelas cuidadoras, sem aumento dela depois do programa. As cuidadoras referiram outras mudanças relativas à comunicação, como melhora na relação entre eles e o demenciado, mais paciência durante o cuidado, menos agressão física exibida pelo demenciado, e sensação de bem-estar por perceberem mais controle da situação comunicativa. Conclusões: Para esta amostra, verificou-se que, apesar de a implementação do programa de orientação fonoaudiológica não ter resultado em modificações na eficácia de uso das estratégias facilitadoras da comunicação, referida pelas cuidadoras e observada pelas examinadoras, e na correlação entre a freqüência e a eficácia de uso destas estratégias, referidas pelas cuidadoras, considera-se que o programa foi eficaz, no sentido de ter promovido mudanças no comportamento comunicativo das cuidadores treinadas, tendo-se verificado: aumento na freqüência de uso das estratégias facilitadoras da comunicação, referida pelas cuidadoras e observada pelas examinadoras, e mudanças positivas em outros aspectos relativos à comunicação, reladas pelas cuidadoras.
Palavra-chave Demência
Reabilitação dos transtornos da fala e da linguagem
Cuidadores
Idoso
Transtornos da comunicação
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2006. 128 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 128 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21454

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta