Avaliação comparativa da elastografia por deformação tecidual(STRAIN) assistida por sistema robótico com ultra-sonografia convencional como método de monitorização das lesões ablativas produzidas por radiofrequência em um modelo experimental de fígado bovino(Ex Vivo)

Avaliação comparativa da elastografia por deformação tecidual(STRAIN) assistida por sistema robótico com ultra-sonografia convencional como método de monitorização das lesões ablativas produzidas por radiofrequência em um modelo experimental de fígado bovino(Ex Vivo)

Título alternativo Evaluation of robotic assisted strain and ultraound as imaging-guided and monitored hepatic radiofrequency ablation: experimental ex vivo study
Autor deOliveira, Michelle Lucinda Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Lopes Filho, Gaspar de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciência cirúrgica interdisciplinar – São Paulo
Resumo Objetivo: Testar a validade da utilização da elastografia, por deformação tecidual (strain), assistida por sistema robótico pela comparação deste método com a ultra-sonografia convencional na monitorização das lesões produzidas pela ablação por radiofreqüência em um modelo experimental em fígado bovino (ex vivo). Métodos: A ablação por radiofreqüência foi aplicada em 15 amostras de fígado bovino (ex vivo). Durante a ablação, as imagens foram captadas, primeiramente pela ultra-sonografia convencional e posteriormente pelo strain. As imagens foram armazenadas em uma estação de trabalho, codificadas e analisadas por dois observadores. Após a coleta dos dados das imagens, cada uma das 15 amostras foi seccionada para exame anátomo-patológico, com mensuração da área de ablação e correlação com o tamanho das lesões nos exames de imagem. Resultados: A concordância entre as medidas dos observadores foi considerada excelente (>0,75) pelo coeficiente de correlação intra-classes tanto nas medidas da ultra-sonografia (CCI=0,78 p<0,001), quanto nas medidas do strain (CCI=O,77 p<0,001). Todas as lesões foram identificadas nos dois métodos de imagem pelos observadores. As lesões ablativas à imagem pela ultra-sonografia convencional foram consideradas hiperecogênicas em 100 por cento dos casos. A média do tamanho das lesões produzidas por radiofreqüência foi de 1,65cm. Quando a média das medidas das 15 imagens pela ultra-sonografia e das 15 imagens do strain foram comparadas às medidas reais do exame macroscópico das lesões, as medidas obtidas pelo strain não se diferenciaram significantemente das medidas reais (p=O,253), enquanto que as medidas obtidas pela ultra-sonografia foram significantemente maiores (p=O,001). Conclusão: Neste modelo experimental em fígado bovino (ex vivo), a elastografia por deformação tecidual (strain), assistida por sistema robótico, mostrou-se um método diagnóstico útil na monitorização das lesões térmicas produzidas por radiofreqüência ablativa, uma vez que as imagens obtidas por este método foram mais fidedignas do tamanho real das lesões térmicas, quando comparadas às imagens produzidas pela ultra-sonografia convencional.

Purpose: To validate the use of the strain by robotic system, and to compare this method with the conventional ultrasound during monitoring of thermal ablation radiofrequency using an experimental model in bovine liver (ex vivo). Methods: The radiofrequency ablation was applied in 15 samples of bovine liver (ex vivo). During the ablation, the images were acquired, firstly by the conventional ultrasound and afterwards by the strain. The images were stored in a workstation, codified and analyzed by two independent observers. Thereafter, the measurements of the hepatic thermal ablation areas were correlated to the size of the lesions on the ultrasound and strain images. Results: All thermal lesions were identified by the two imaging methods. The hepatic thermal ablative lesions were 100% hyperechogenic on the conventional ultrasound. The agreement between the observers was considered excellent (>0.75) by the intraclass correlation coefficient, both on the ultrasound images (ICC= 0.78 p <0.001) and on the strain images (ICC= 0.77 p <0.001). The lesion average size was 1,65cm. When the 15 images by the ultrasound and the 15 images by the strain were compared to the macroscopic lesion size, the measurements obtained by the strain did not differ significantly from the macroscopic hepatic lesions (p=0.253). However, the measurements by the ultrasound were significantly larger than the macroscopic hepatic lesions size (p=0.001). Conclusion: In this experimental model in bovine liver (ex vivo), the strain performed by robotic system, is a useful tool during the monitoring of the thermal lesions produced by radiofrequency. The images obtained by this method were more precise when compared to the images provided by the conventional ultrasound.
Palavra-chave Ultrassonografia
Robótica
Fígado
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Data de publicação 2006
Publicado em deOliveira, Michelle Lucinda. Avaliação comparativa da elastografia por deformação tecidual (strain) assistida por sistema robótico com a ultra-sonografia convencional como método de monitorização das lesões ablativas produzidas por radiofreqüência em um modelo experimental no fígado bovino (ex vivo). 2006. 91 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2006.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 91 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21445

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-21445.pdf
Tamanho: 6.263MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta