Uso da glicina na prevenção das lesões da entercolite necrosante neonatal: estudo experimental em ratos

Uso da glicina na prevenção das lesões da entercolite necrosante neonatal: estudo experimental em ratos

Título alternativo Glycine in the prevention of neonatal necrotizing enterocolitis lesions: experimental study in rats
Autor Meyer, Karine Furtado Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Martins, José Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciência cirúrgica interdisciplinar
Resumo Objetivo: Avaliar o efeito da glicina no intestino e em órgãos à distância num modelo experimental de enterocolite necrosante neonatal em ratos recém-nascidos. Métodos: Foram utilizados ratos Wistar recém-nascidos distribuídos em três grupos: G1: controle, G2: animais submetidos a hipóxia-reoxigenação (H-R), G3: animais submetidos a hipóxia-reoxigenação após uma infusão intraperitoneal de glicina 5%.Segmentos intestinais foram preparados para análise histológica, imunohistoquímica com caspase 3 clivada e lamina A clivada, como marcadores para apoptose e dosagem tecidual de Malondialdeído (MDA). O fígado foi preparado para avaliação imunohistoquímica e dosagem de malondialdeído tecidual, e os rins foram preparados para avaliação imunohistoquímica. Resultados: A dosagem de MDA tecidual mostrou que o grupo de animais submetido a H-R apresentou valores maiores do que o grupo previamente submetido à injeção intraperitoneal de glicina (p < 0,05). O índice apoptótico pela avaliação da caspase 3 clivada e lamina A clivada foi maior nos animais submetidos à H-R do que nos animais que receberam previamente glicina em todos os órgãos examinados, porém nos rins a avaliação pela lamina A clivada não foi significante, quando da avaliação estatística. A análise histológica não mostrou diferença estatística entre o grupo H-R e o previamente submetido à injeção de glicina. Conclusões: A glicina foi capaz de reduzir os efeitos deletérios da hipóxiareoxigenação, quando se considerou como critério de avaliação a dosagem de MDA e os índices de apoptose celular e não influenciou, estatisticamente, as alterações histológicas.

Objective: To evaluate the effect of glycine on the intestine and in distant organs, in an experimental model of neonatal necrotizing enterocolitis in rats. Methods: Newborn Wistar rats were utilized, distributed into three groups: G1: control, G2: animals subjected to hypoxia-reoxygenation (H-R), G3: animals subjected to hypoxia-reoxygenation after intraperitoneal infusion of 5% glycine. Intestinal segments were prepared for histological analysis, immunohistochemistry using cleaved caspase-3 and cleaved lamina-A as markers for apoptosis, and tissue assaying for malonaldehyde (MDA). The liver and kidneys were prepared for immunohistochemical evaluation and the liver alone for tissue MDA assaying. Results: Tissue MDA assaying showed that the animals subjected to H-R alone presented higher values than did those previously subjected to glycine infusion (p < 0.05). The apoptosis index from evaluation of cleaved caspase-3 and cleaved lamina-A was greater in the animals subjected to H-R alone than in those previously subjected to glycine infusion, in all the organs examined. However, in the kidneys the findings from cleaved lamina-A did not present any statistical difference. The histological analysis did not show any statistical difference between the group with H-R alone and the group previously subjected to glycine infusion. Conclusions: Glycine was capable of reducing the deleterious effects from hypoxiareoxygenation, when the MDA assay and cell apoptosis index were considered as the evaluation criteria.
Palavra-chave Intestinos
Glicina
Enterocolite necrosante
Ratos
Idioma Português
Financiador Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2006
Publicado em Meyer, Karine Furtado. Uso da glicina na prevenção das lesões da entercolite necrosante neonatal: estudo experimental em ratos. 2006. 82 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2006.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 82 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21436

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-21436.pdf
Tamanho: 3.523MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta