Programa educativo em esquistossomose: modelo de abordagem metodológica

Programa educativo em esquistossomose: modelo de abordagem metodológica

Título alternativo Educational program in schistosomiasis: a model for a methodological approach
Autor Ribeiro, Patrícia de Jesus Autor UNIFESP Google Scholar
Aguiar, Luciane Aparecida Köpke de Autor UNIFESP Google Scholar
Toledo, Carlos Fischer de Autor UNIFESP Google Scholar
Barros, Sonia Maria Oliveira de Autor UNIFESP Google Scholar
Borges, Durval Rosa Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: Lack of knowledge is one of the factors responsible for the persistence of infectious diseases in Brazil. This study had the objective of developing, implementing and evaluating a low-cost educational program using schistosomiasis patients as a model. METHODS: This was a descriptive study developed using a population of healthy people (group 1) and schistosomiasis patients (groups 2 and 3), with 20 individuals in each group. Teaching material (illustrated manual and album of leaflets) and a questionnaire consisting of 17 questions to evaluate the groups' knowledge were devised. The questionnaire was applied to groups 1 and 2 before and to group 3 after the educational program. The variables studied were the educational program, level of schooling, age, clinical form of schistosomiasis, symptoms, and the subject's performance when answering the questionnaire. For the statistical analysis, Fisher's exact test and variance analysis with one fixed factor were utilized. RESULTS: The educational program was evaluated in the form of four topics: cycle, clinical presentation, treatment and prevention of the disease. The median number of correct responses to the questionnaire was higher for group 3 than for groups 1 and 2, for all the topics dealt with. This median was also higher for group 2 than for group 1, for all topics except for the item prevention. CONCLUSIONS: The educational process applied was efficient and improved the knowledge of the disease. It may provide an effective low-cost methodological model that can also be applied to combating other endemic diseases.

OBJETIVO: A falta de conhecimento é um dos fatores relacionados à persistência de doenças infecciosas no Brasil. O presente estudo tem como objetivo desenvolver, implementar e avaliar um programa educativo de baixo custo, usando como modelo portadores de esquistossomose. MÉTODOS: Estudo descritivo desenvolvido com população constituída por pessoas saudáveis (grupo 1) e esquistossomóticos (grupos 2 e 3), com 20 indivíduos em cada grupo. Foi elaborado material didático (manual ilustrado e álbum seriado) e um questionário de 17 questões para avaliar o conhecimento nos grupos. Nos grupos 1 e 2, o questionário foi aplicado antes e no grupo 3, depois do programa educativo. As variáveis estudadas foram: programa educativo, nível de escolaridade, idade, forma clínica da esquistossomose e sintomatologia e o desempenho dos indivíduos na resposta ao questionário. Para a análise estatística foram utilizados o teste exato de Fisher e análise de variância com um fator fixo. RESULTADOS: O programa educativo foi avaliado em quatro tópicos: ciclo, clínica, tratamento e prevenção da doença. Verificou-se que o grupo 3 apresentou mediana de respostas certas superior aos grupos 1 e 2 em todos os tópicos abordados. O grupo 2 apresentou mediana de respostas certas superior ao grupo 1 em todos os tópicos, exceto em relação ao tópico prevenção. CONCLUSÕES: O processo educativo aplicado foi eficiente, melhorou o conhecimento sobre a doença, podendo constituir-se num modelo de atuação efetiva e de baixo custo que também pode ser aplicado no combate a outras endemias.
Palavra-chave Health education
Schistosomiasis
Outpatient attendance
Nursing in community health
Knowledge, attitudes and practice
Questionnaires
Educação em saúde
Esquistossomose
Assistência ambulatorial
Enfermagem em saúde comunitária
Conhecimentos, atitudes e prática
Questionários
Idioma Português
Data de publicação 2004-06-01
Publicado em Revista de Saúde Pública. Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo, v. 38, n. 3, p. 415-421, 2004.
ISSN 0034-8910 (Sherpa/Romeo)
Publicador Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Extensão 415-421
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-89102004000300012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-89102004000300012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2142

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-89102004000300012.pdf
Tamanho: 443.6KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta