Dissecção espontânea das artérias carótidas e vertebrais: aspectos clínicos e de neuroimagem

Dissecção espontânea das artérias carótidas e vertebrais: aspectos clínicos e de neuroimagem

Título alternativo Spontaneous cervical artery dissection: clinical and neuroimaging aspects
Autor Pieri, Alexandre Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Massaro, Ayrton Roberto Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A dissecção espontânea das artérias cervicais é considerada uma causa rara e pouco conhecida de acidente vascular cerebral, particularmente nos países com população multiétnica. Objetivo: O presente estudo teve como objetivo avaliar as características clínicas e de neuroimagem dos pacientes com dissecção espontânea das artérias cervicais em uma população multiétnica. Métodos: Foram estudados 66 pacientes com diagnóstico de dissecção espontânea das artérias cervicais em dois hospitais terciários de São Paulo-Brasil. Foi aplicado um questionário inicial e os pacientes foram seguidos prospectivamente. Resultados: Dos pacientes estudados, 82 por cento eram brancos, 53 por cento eram homens e a média de idade foi de 41,7 (20-62) anos. Os fatores de risco cardiovasculares mais freqüentes foram hipertensão arterial e tabagismo, presentes em 38 e 51 por cento respectivamente. História prévia de enxaqueca foi identificada em 34 (51 por cento) pacientes. Cefaléia foi o sintoma de apresentação mais comum, descrito por 91 por cento dos pacientes. A angiografia por ressonância magnética foi diagnóstica em 94 por cento dos pacientes com dissecção de artéria carótida. O tratamento inicial mais comumente utilizado foi a anticoagulação, em 58 por cento dos pacientes. Um prognóstico favorável foi observado em 74 por cento dos pacientes e houve apenas um óbito nos 6 meses de seguimento. Recanalização arterial em 6 meses foi detectada em 53 por cento dos pacientes e recidiva foi observada em apenas 3 pacientes. Conclusão: Apesar de a população estudada ser multiétnica, houve um marcante predomínio de pacientes brancos. A análise das características clínicas e de neuroimagem dos pacientes com dissecção espontânea das artérias cervicais possibilita um melhor conhecimento da doença, levando a um diagnóstico precoce e tratamento mais adequado.
Palavra-chave Dissecação da artéria carótida interna
Dissecação da artéria vertebral
Acidente vascular cerebral
Carotid artery, internal, dissection
Vertebral artery dissection
Stroke
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2006. 97 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 97 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21381

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta