Eficácia da imunoterapia sublingual na asma: revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados usando a metodologia da colaboração Cochrane

Eficácia da imunoterapia sublingual na asma: revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados usando a metodologia da colaboração Cochrane

Título alternativo Efficacy of sublingual immunotherapy in asthma: systematic review of randomized-clinical trials using the Cochrane collaboration method
Autor Calamita, Zamir Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Trevisani, Virgínia Fernandes Moça Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo
Pós-graduação Saúde baseada em evidências - São Paulo
Resumo Introdução: Apesar da imunoterapia sublingual na asma ter sido oficialmente aceita como uma via alternativa à tradicional imunoterapia subcutânea, sua efetividade ainda é assunto de discussão. Objetivos: Avaliar a eficácia clínica e segurança da imunoterapia sublingual (ITSL) na asma através de uma revisão sistemática com metanálise usando a metodologia da Colaboração Cochrane. Forma utilizada na pesquisa: MEDLINE (1966-2005), EMBASE (1974-2005), LILACS (1982-2005) e Cochrane Library foram pesquisadas em qualquer língua usando os termos: 1- asthma or wheez*; 2- (immunother* or hyposen* or desen*) and (sublingual); 3- #1 and #2. Seleção dos estudos: Foram selecionados ensaios clínicos controlados randomizados sobre ITSL no tratamento da asma em adultos e crianças. De 119 citações, 25 estudos com 1706 pacientes foram incluídos nesta metanálise. Extração de dados: Dois autores independentemente selecionaram os títulos e resumos de cada citação. Para cada estudo, foi atribuído um escore de qualidade e os dados relativos aos desfechos de interesse foram extraídos: sintomas de asma, necessidade de uso de medicações, testes de função respiratória e broncoprovocação. Análise dos dados: De acordo com o método de qualidade Jadad 64% dos estudos foram classificados em escore 4 ou 5. A imunoterapia mostrou reduzir significativamente a gravidade da asma quando todos os parâmetros foram analisados de forma conjunta através de dados categóricos (risco relativo: 0.48; 95% intervalo de confiança: 0.40 a 0.57). Quando os resultados foram analisados através de dados contínuos usando-se a diferença da média ponderada houve melhora de apenas alguns desfechos. Também houve uma significativaheterogeneidade na maioria das análises, explicada em parte pela ampla variedade de sistemas de escores utilizados na aferição dos desfechos. Nenhuma reação adversa grave foi observada. Conclusões: Apesar da evidência encontrada não ter sido tão forte, esta metanálise sugere que a ITSL é benéfica no tratamento da asma. Ainda mais, ela é uma alternativa segura à imunoterapia injetável. Mais ensaios clínicos controlados randomizados com estandardização dos escores de sintomas e medicações são necessários para contribuir com este assunto.

Context: Although sublingual immunotherapy has officially been accepted as a viable alternative for asthma treatment, it is still a matter for discussion. Objective: To evaluate the clinical efficacy and safety of sublingual immunotherapy (SLIT) in asthma through a systematic review with meta-analysis. Data Sources: MEDLINE (1966-2005), EMBASE (1974-2005), LILACS (1982-2005) and the Cochrane Library were searched in any language using the terms: 1- asthma or wheez*; 2- (immunother* or hyposen* or desen*) and (sublingual); 3- #1 and #2. Study Selection: Randomized controlled clinical trials on SLIT in asthma treatment for adults and children were selected. From 119 citations, 25 studies with 1706 patients were included in this meta-analysis. Data Extraction: Two authors independently screened the titles and abstracts of each citation. For each report, quality scores were assigned and data were extracted in relation to the outcomes analyzed: asthmatic symptoms, use of asthma medications, lung function and bronchial provocation. Data analysis: According to the Jadad quality method, 64% of the studies were assigned scores of 4 or 5. Immunotherapy was seen to significantly reduce asthma severity when parameters compositions were all analyzed by categorical outcomes (relative risk: 0.48; 95% confidence interval: 0.40 to 0.57). When continuous outcomes were analyzed using standardized mean differences, there was improvement in only some outcomes. However, there was significant heterogeneity in most cases, explained in part by the wide variety of scoring systems used. No severe reactions were observed. Conclusions: Even though the evidence found was not very strong, this meta-analysis suggests that SLIT is beneficial for asthma treatment. Moreover, it is a safe alternative to the subcutaneous route. More randomized controlled clinical trials with standardization of symptom scores and medications are needed in order to contribute further to this subject.
Palavra-chave Metanálise
Asma/terapia
Imunoterapia
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em CALAMITA, Zamir. Eficácia da imunoterapia sublingual na asma: revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados usando a metodologia da colaboração Cochrane. 2006 92 f. Tese (Doutorado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Pauo, São Paulo, 2006.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 92 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21361

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-21361.pdf
Tamanho: 785.1KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta