A vasodilatação muscular em reações de alerta e a regulação reflexa da pressão arterial

A vasodilatação muscular em reações de alerta e a regulação reflexa da pressão arterial

Título alternativo The muscle vasodilatation in defense reaction activation and reflex control of the blood pressure
Autor Ferreira-Neto, Marcos Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Cravo, Sergio Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Os comportamentos de fuga e defesa constituem uma classe ampla de reações exibidas por toda a escala animal. Além dos ajustes motores típicos estes comportamentos são acompanhados de ajustes respiratórios, cardiovasculares e metabólicos. Entre os ajustes cardiovasculares observa-se hipertensão, taquicardia, vasoconstrição visceral e vasodilatação muscular. Em estudos anteriores demonstramos que em ratos anestesiados, a vasodilatação muscular provocada pela estimulação elétrica do hipotálamo decorre da redução do tono vasoconstritor simpático, secreção de catecolaminas pela medula da adrenal e pela liberação de óxido nítrico e/ou fatores nitrosilados. Demonstramos ainda que estas reações são mediadas por neurônios presentes no núcleo reticular rostroventrolateral (RVLM) através de sinapses glutamatérgicas nesta região. O núcleo do trato solitário (NTS) constitui um importante centro autonômico do tronco cerebral envolvido na regulação tônica e reflexa da circulação. A estimulação química do NTS provoca vasodilatação muscular com características semelhantes às observadas durante reações de alerta. O NTS mantém conexões extensas com o RVLM. O presente estudo teve como objetivo caracterizar a participação do NTS nos ajustes cardiovasculares produzidos pela EE do hipotálamo e avaliar a participação de sinapses glutamatérgicas no RVLM nos ajustes cardiovasculares provocados por estimulação do NTS. Todos os experimentos foram realizados em ratos Wistar (N=64), pesando entre 250 e 350 g. anestesiados e preparados para registro da pressão arterial e freqüência cardíaca. O fluxo sanguíneo aos membros posteriores (FSMP) foi registrado por fluxometria de tempo de trânsito, por meio de sonda miniaturizada implantada na artéria aorta abdominal inferior, sendo expresso como a variação percentual do valor basal. A condutância vascular (CVMP) foi calculada pela razão fluxo/pressão. A atividade simpática (SNA) foi registrada no nervo esplâncnico esquerdo em configuração monopolar, em acoplamento AC filtrado entre 1-100 ou de 50-1000 Hz...(au)
Palavra-chave Alerta
Hipotálamo
Pressão Arterial
Estimulação Elétrica
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2006. 242 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 242 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21333

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta