Estudo dos genes TBX5, NKX2.5 e GATA4 em pacientes com síndrome de Holt-Oram, malformação de membros superiores ou cardiopatia congênita isolada

Estudo dos genes TBX5, NKX2.5 e GATA4 em pacientes com síndrome de Holt-Oram, malformação de membros superiores ou cardiopatia congênita isolada

Título alternativo Study of the genes TBX5, NKX2.5, and GATA4 in patients with Holt-Oram syndrome, upper limb malformation or congenital heart disease
Autor Porto, Marianna Picarelli Ribeiro Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Perez, Ana Beatriz Alvarez Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: A síndrome de Holt-Oram (SHO) é uma doença genética de herança autossômica dominante cuja incidência é estimada em 1: 100.000 nascidos vivos. É caracterizada por cardiopatia congênita e malformação dos membros superiores. Apresenta ampla distribuição étnica e geográfica. As cardiopatias congênitas (C C) são as anomalias do . . desenvolvimento mais freqüentes e a maior causa de mortalidade entre os recém-nascidos. Os genes TBX5, NKX2.5 e GAT A4 são fatores de transcrição expressos no desenvolvimento do coração e podem ser candidatos promissores para o esclarecimento dessas etiologias. O gene TBX5 é expresso no coração em desenvolvimento e atua como um dos fatores principais para a diferenciação entre membros superiores e inferiores. Mutações nesse gene foram relacionadas a SHO, assim como em cardiopatias congênitas isoladas. A proteína NKX2.5 é de extrema importância no desenvolvimento do coração pois é ela quem determina o início da diferenciação do mesoderma em tecido cardíaco. Mutações em seu gene foram relacionadas às cardiopatias congênitas. A proteína produzida pelo gene GAT A4 é encontrada em todo o coração e possível mediador de sinais de manutenção, proliferação e diferenciação 'cardíaca. Objetivo: Estudar os genes TBX5, NKX2.5 e GATA4 em 35 pacientes com Síndrome de Holt-Oram (SHO), malformação de membros superiores ou defeitos de septo interatrial tipo ostiUn7 secundum com ou sem bloqueio AV (átrio-ventricular). Resultados: Este estudo encontrou 10 mutações, das quais 7 são mutações patogênicas e 3 são polimorfismos. No gene TBX5 foram encontradas 3 mutações patogênicas (p.G125fsX149, p.K226D e p.R279X) em 4 pacientes com SHO clássica e 2 polimorfismos (c.309C>T e c.804C>G), um em paciente com SHO e outro em paciente com CC. No gene NKX2.5 foi encontrada uma mutação patogênica (p.R25C) em um paciente com CC e em seu pai. No gene GATA4 foram encontradas 3 mutações (p.A131 G, IVS4+23A>T e IVS4+56C> A) em dois pacientes com quadro clínico envolvendo os membros superiores e o polimorfismo c.543C>T em um paciente com Cc. Conclusões: Foram encontradas mutações patogênicas nos genes TBX5 e GATA4 em 21 por cento e 10,5 por cento dos pacientes com síndrome mão-coração, respectivamente, e no gene NKX2.5 em 6,25 por cento dos pacientes com CC isolada. O achado de duas mutações no gene GATA4 aponta para um segundo gene responsável por malformações em membros superiores típicas da SHO sendo que até o momento apenas malformações cardíacas foram relacionadas a mutações nesse gene.
Palavra-chave Cardiopatias congênitas/genética
Síndrome
Genes
Idioma Português
Data de publicação 2006
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2006. 143 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 143 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21310

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta