Avaliação da repopularização celular de enxertos homólogos de meniscos ultracongelados de coelhos, submetidos a quatro tecnicas de fixação

Avaliação da repopularização celular de enxertos homólogos de meniscos ultracongelados de coelhos, submetidos a quatro tecnicas de fixação

Título alternativo Evaluation of cell repopulation of homologous frozen menisci grafts of rabbits submited to four fixation techniques
Autor Reckers, Leandro José Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Fagundes, Djalma José Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciência cirúrgica interdisciplinar
Resumo Objetivo: avaliação morfológica da repopularização celular de meniscos ultracongelados, fixados por quatro diferentes técnicas operatórias. Métodos: retirou-se assepticamente o menisco medial do joelho direito de 72 coelhos (Nova Zelândia), machos, idade entre 6/8 meses, peso médio de 3.250g. Os meniscos foram congelados a 73°Celsius negativos por um período de 30 dias. Após este período os meniscos foram transplantados em outros coelhos e fixados com quatro técnicas operatórias diferentes: sutura, túneis tibiais, túneis tibiais com cola de fibrina e cola de fibrina. Analisou-se a repopularização celular no menisco transplantado, duas, quatro e oito semanas após o transplante. Resultados: após duas semanas de transplante, foi encontrada diferença estatisticamente significante entre os quatro grupos (p=0,001); o grupo sutura apresentou a maior porcentagem média de repopularização (30,9 por cento). Após quatro semanas de transplante, foi encontrada diferença estatisticamente significante entre os quatro grupos (p=0,OO3), sendo que os grupos sutura e túneis tibiais apresentaram as maiores porcentagens médias de repopularização e semelhantes entre si (44,9 por cento e 35,2 por cento). Após oito semanas o grupo sutura apresentou a maior porcentagem média de repopularização (76,9 por cento), e se diferenciou significantemente dos grupos túneis tibiais (40,02 por cento), túneis tibiais com cola de fibrina (35,5 por cento) e cola de fibrina (27,2 por cento). Conclusão: a repopularização por células do receptor no menisco ultracongelado e transplantado, ocorreu em todos os grupos após duas, quatro e oito semanas de transplante, sendo mais evidente na oitava semana com a técnica sutura que proporcionou a fixação mais estável dos enxertos.

Objectives: Morphological evaluation of cell repopulation of ultrafrozen menisci fixed by four different surgical techniques. Methods: Medial right knee menisci were aseptically removed from 72 male rabbits (New Zealand), aged 6 to 8 months, mean weight of 3,250 g. Menisci were frozen at minus 73o Celsius for thirty days. Then, menisci were transplanted in different rabbits and were fixed by four different surgical procedures: suture, tibial tunnels, tibial tunnels with fibrin glue, and fibrin glue. Transplanted menisci cell repopulation was evaluated two, four and eight weeks after transplantation. Results: There have been statistically significant differences among the four groups two weeks after transplantation (p=0.001): the suture group presented the highest mean repopulation percentage (30.9%). There have been statistically significant differences among the four groups four weeks after transplantation (p=0.003): suture and tibial tunnels groups presented the highest mean repopulation percentages without statistical differences between groups (44.9% and 35.2%). The suture group presented the highest mean repopulation percentage eight weeks after transplantation (76.9%) and was significantly different from tibial tunnels (40.02%), tibial tunnels with fibrin glue (35.5%) and fibrin glue (27.2%) groups. Conclusion: Cell repopulation, by receptor cells, of ultrafrozen and transplanted menisci was observed in all groups two, four and eight weeks after transplantation, being more evident and significant in the eighth week with the suture technique, which provided more stable graft fixation.
Assunto Meniscos tibiais
Adesivo tecidual de fibrina
Transplante
Coelhos
Idioma Português
Data 2006
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2006. 116 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 116 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/21286

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: Publico-21286.pdf
Tamanho: 5.498Mb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)