Predição da restrição do crescimento fetal pela biometria do diâmetro transverso do cerebelo

Predição da restrição do crescimento fetal pela biometria do diâmetro transverso do cerebelo

Título alternativo Prediction of fetal growth restriction by biometry of the transverse diameter of the cerebellum
Autor Nery, Luiz Google Scholar
Moron, Antonio Fernandes Autor UNIFESP Google Scholar
Kulay Junior, Luiz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Estadual de Maringá
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: to evaluate the accuracy of both the transverse diameter of the cerebellum (TDC) and of the transverse diameter/abdominal circumference (TDC/AC) ratio in the detection of fetal growth restriction (FGR), in high-risk pregnancies. METHOD: a prospective cross-sectional study was carried out in 260 patients with gestational age between 28 and 40 weeks. The TDC and AC of fetuses were measured through ultrasound and the fetuses with TDC below the 10th percentile or TDC/AC ratio above the 90th percentile (>14.6) were classified as FGR suspects. After birth, the accuracy of the TDC and TDC/AC was evaluated using the neonatal diagnosis of FGR as the gold standard (birth weight <10th percentile). RESULTS: after birth, 79 newborns (30.4%) were classified as small for gestational age. The TDC was appropriate in 74 (93.7%) of these fetuses and small in only 5 (6.3%). The sensitivity (SE), specificity (SP), positive (PPV) and negative (NPV) predictive values and accuracy of the TDC in the prediction of FGR were 6.3, 93.4, 29.4, 69.5, and 67%, respectively. The TDC/AC >14.6 correctly identified 59 of the 79 growth-restricted fetuses, with 27 false-positives and 20 false-negatives, SE of 74.5%, SP of 85.1%, PPV of 68.6%, NPV of 88.5% and 81.9% accuracy. CONCLUSION: the TDC is not a good screening parameter for the detection of FGR while the TDC/AC ratio above the 90th percentile is effective in this detection.

OBJETIVO: avaliar, em gestações de risco, a acurácia da medida do diâmetro transverso do cerebelo (DTC) e da relação diâmetro transverso do cerebelo/circunferência abdominal (DTC/CA) para detecção de restrição de crescimento fetal (RCF). MÉTODO: foi realizado um estudo prospectivo transversal envolvendo 260 pacientes com idade gestacional entre a 28&ordf; e a 40&ordf; semana. Os fetos foram avaliados por meio da ultra-sonografia, obtendo-se o DTC e CA. Fetos com DTC menor que o percentil 10 para idade gestacional ou com relação DTC/CA acima do percentil 90 (>14,6) foram classificados como suspeitos para RCF. Após o parto, avaliou-se a acurácia da medida do DTC e da relação DTC/CA para a predição da RCF, utilizando-se como critério diagnóstico o peso do recém-nascido menor que o percentil 10 para idade gestacional. RESULTADOS: após o parto, foram identificados 79 recém-nascidos com RCF (30,4%). O DTC foi adequado para a idade gestacional em 74 desses fetos (93,7%), e compatível com pequeno para a idade gestacional em apenas 5 (6,3%). A sensibilidade, especificidade, valor preditivo positivo, valor preditivo negativo e acurácia do DTC na predição de RCF foi de 6,3, 93,4, 29,4, 69,5 e 67%, respectivamente. A relação DTC/CA maior que 14,6 identificou 59 dos 79 fetos com RCF, com 27 falso-positivos e 20 falso-negativos, apresentando, portanto, sensibilidade de 74,5%, especificidade de 85,1%, valor preditivo positivo de 68,6%, valor preditivo negativo de 88,5% e acurácia de 81,9%. CONCLUSÕES: a medida isolada do DTC não é bom parâmetro para rastrear RCF, porém a relação DTC/CA acima do percentil 90 mostrou-se eficaz para detectar fetos com restrição de crescimento.
Palavra-chave Biometry
Cerebellum
Fetal growth restriction
Biometria fetal
Cerebelo
Restrição do crescimento fetal
Idioma Português
Data de publicação 2004-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia. Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia, v. 26, n. 5, p. 349-354, 2004.
ISSN 0100-7203 (Sherpa/Romeo)
Publicador Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia
Extensão 349-354
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0100-72032004000500002
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0100-72032004000500002 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2127

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0100-72032004000500002.pdf
Tamanho: 293.2KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta