Quality of life of patients with obstructive sleep apnea syndrome treated with an intraoral mandibular repositioner

Quality of life of patients with obstructive sleep apnea syndrome treated with an intraoral mandibular repositioner

Título alternativo Qualidade de vida em pacientes com síndrome de apnéia obstrutiva do sono tratados com reposicionador mandibular intra-oral
Autor Machado, Marco Antonio Cardoso Autor UNIFESP Google Scholar
Prado, Lucila Bizari Fernandes do Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Luciane Bizari Coin de Autor UNIFESP Google Scholar
Francisco, Silvio Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Ademir Baptista da Autor UNIFESP Google Scholar
Atallah, Álvaro Nagib Autor UNIFESP Google Scholar
Prado, Gilmar Fernandes do Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo BACKGROUND: Obstructive sleep apnea syndrome (OSAS) is a very important and prevalent disease, which is associated with a poor quality of life in many patients. Treatments for OSAS include surgery, Continuos Positive Air way Pressure, and an intraoral mandibular repositioner (IOMR), but the tendency of sleep centers is to emphasize the apnea index, neglecting quality of life as treatment outcome. OBJECTIVE: To verify to what extent treatment with an IOMR improves the OSAS patient's quality of life. METHOD: Eleven male patients aged 34 to 63 years (mean=49) with mild to moderate OSAS were evaluated using the Calgary SAQLI questionnaire applied before and four weeks after treatment with an IOMR. The mandibular repositioners were manufactured individually for each patient with acrylic polymer and equipped with a retentive device to maintain the mandible in a forward position during sleep. RESULTS: Excellent improvement in the quality of life was observed in five patients (45.5%) and excellent improvement in symptoms in 10 (90.9%). CONCLUSION: The systematic use of the IOMR indicates a clear improvement in the global quality of life as well as in the symptoms of patients with OSAS.

CONTEXTO:A síndrome da apnéia obstrutiva do sono (SAOS) é importante e prevalente doença associada à má qualidade de vida em muitos pacientes. Os tratamentos disponíveis incluem cirurgias, CPAP e o aparelho reposicionador mandibular intra-oral (ARMIO). Muitos centros de distúrbios de sono valorizam apenas a redução do número de apnéias no tratamento da SAOS, dando pouca atenção à qualidade de vida como desfecho do tratamento. OBJETIVO: Graduar melhora da qualidade de vida dos pacientes com SAOS usando ARMIO. MÉTODO: O questionário Calgary SAQLI foi aplicado, antes e após, 4 semanas de tratamento com ARMIO, a 11 pacientes masculinos, entre 34 e 63 anos de idade (média de 49 anos), com SAOS leve a moderada. ARMIOs foram manufaturados com polímero acrílico e providos com retentivos para manter a mandíbula em posição anterior durante o sono. RESULTADOS: Observamos grande melhora na qualidade de vida em 5 pacientes (45,5%) e melhora dos sintomas em 10 (90,9%). CONCLUSÃO: O uso do ARMIO associa-se principalmente à melhora dos sintomas, como também à melhora da qualidade de vida global.
Palavra-chave obstructive sleep apnea syndrome
intraoral mandibular repositioner
quality of life
síndrome da apnéia obstrutiva do sono
aparelho reposicionador mandibular intra-oral
qualidade de vida
Idioma Inglês
Data de publicação 2004-06-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 62, n. 2a, p. 222-225, 2004.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 222-225
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2004000200006
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2004000200006 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2120

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2004000200006.pdf
Tamanho: 43.52KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta