Sleep disorders in pregnancy

Sleep disorders in pregnancy

Título alternativo Distúrbios do sono na gravidez
Autor Lopes, Eliane Aversa Autor UNIFESP Google Scholar
Carvalho, Luciane Bizari Coin de Autor UNIFESP Google Scholar
Seguro, Priscila Bernal da Costa Autor UNIFESP Google Scholar
Mattar, Rosiane Autor UNIFESP Google Scholar
Silva, Ademir Baptista Autor UNIFESP Google Scholar
Prado, Lucila Bizari Fernandes do Autor UNIFESP Google Scholar
Prado, Gilmar Fernandes do Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo CONTEXT: The precise function of sleep in animals and human beings is still unknown, and any sort of physical, social or psychological variation may change the normal sleep-wake cycle. PURPOSE: This research aims is to determine the sleep disorders (SD) for each of the three trimesters of the pregnancy comparing them to the pre-pregnancy state (PG). METHOD: SD were investigated in three hundred pregnant women 11- to 40-years-old through with a brief clinical interview based on directed questions. One hundred pregnant women were considered for each trimester. RESULTS: The rate of pregnant women with insomnia increased by 23% in the 2nd trimester (p< 0.005); the rate for excessive daytime sleepiness (EDS) by 15% in the 1st trimester (p<0.003), 55% in the 2nd trimester (p<0.001) and by 14% in the 3rd trimester (p<0.002); the rate for mild sleepiness increased by 33% in the 2nd trimester (p<0.002) and by 48% in the 3rd trimester (p<0.001); the rate for specific awakenings increased by 63% in the 1st trimester, by 80% in the 2nd trimester and by 84% in the 3rd trimester (p<0.001). CONCLUSION: SD were more frequent during pregnancy comparatively to PG state, mostly at the expenses of EDS and specific awakenings.

INTRODUÇÃO: A função exata do sono em animais e seres humanos ainda é desconhecida e qualquer variação física, social ou psíquica pode alterar o ciclo normal de sono e vigília. OBJETIVO: O objetivo desta pesquisa é detectar os principais distúrbios do sono (DS) nos três trimestres da gravidez comparando-os ao estado pré-gestacional (PG). MÉTODO: Os DS foram investigados em 300 gestantes com idades variando de 11 a 40 anos, através de breve entrevista com questões dirigidas. Foram incluídas 100 gestantes para cada trimestre. RESULTADOS: A proporção de grávidas com insônia aumentou 23% no 2º trimestre (p<0,005); a de sonolência intensa 15% no 1º trimestre (p<0,003), 55% no 2º (p<0,001) e 14% no 3º (p<0,002); a de sonolência leve 33% no 2º trimestre (p<0,002) e 48% no 3º (p<0,001); a de despertares específicos 63% no 1º trimestre, 80% no 2º e 84% no 3º (p<0,001). CONCLUSÃO: DS foram mais freqüentes durante a gravidez comparativamente ao PG, principalmente às custas de sonolência intensa e despertares específicos.
Assunto pregnancy
sleep disorders
awakening
insomnia
excessive daytime sleepiness
gravidez
distúrbios do sono
despertar
insônia
sonolência excessiva diurna
Idioma Inglês
Data 2004-06-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 62, n. 2a, p. 217-221, 2004.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Editor Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 217-221
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2004000200005
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2004000200005 (estatísticas na SciELO)
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2118

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Nome: S0004-282X2004000200005.pdf
Tamanho: 110.5Kb
Formato: PDF
Descrição:
Visualizar/Abrir

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)