Violência doméstica e institucional em serviços de saúde: experiências de mulheres

Violência doméstica e institucional em serviços de saúde: experiências de mulheres

Título alternativo Domestic and institutional violence in health services: women's experiences
Violencia doméstica e institucional en servicios de salud: experiencias de mujeres
Autor Diniz, Normélia Maria Freire Autor UNIFESP Google Scholar
Lopes, Regina Lúcia Mendonça Google Scholar
Arrazola, Laura Susana Duque Google Scholar
Gesteira, Solange Maria Dos Anjos Autor UNIFESP Google Scholar
Alves, Sandra Lúcia Belo Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
UFRJ
Universidade Federal Rural de Pernambuco Departamento de Ciências Domésticas
UFBA
Resumo Developed in state capitals Recife, Salvador and Aracaju, in three state maternity hospitals, this quantitative study aimed at identifying the manifestations of domestic and institutional violence suffered by women assisted in subprograms of the Program of Integral Assistance to the Woman's Health. Data collection was performed by using a semi-structured form. The sample featured young women, housewives, and those that are economically dependant on their significant others. Most women experience matrimonial violence, and financial dependency is the most often mentioned reason to bear it. The lack of vacancies characterized institutional violence due to omission. Research showed that experiencing such violence brings health problems to women, or aggravates them.

Desarrollado en las capitales Recife, Salvador y Aracaju, en tres maternidades públicas, este estudio cuantitativo buscó identificar las manifestaciones de la violencia doméstica e institucional en mujeres asistidas en subprogramas del programa de asistencia integral a la salud de la mujer. Para colecta de los datos, se utilizó un formulario semiestructurado. La muestra se caracterizó por mujeres jóvenes, domesticas y dependientes económicamente de los compañeros. La mayoría de las mujeres vivencia la violencia conyugal, siendo la dependencia financiera el motivo más mencionado para soportarla. La falta de plazas caracterizó la violencia institucional por omisión. La investigación demostró que la experiencia de estas violencias trae problemas de salud para las mujeres, o los agrava.

Desenvolvido nas capitais Recife, Salvador e Aracaju, em três maternidades públicas, este estudo quantitativo objetivou identificar as manifestações da violência doméstica e institucional na mulher assistida em sub-programas do Programa de Assistência Integral à Saúde da Mulher. Para coleta dos dados, foi utilizado um formulário semi-estruturado. A amostra caracterizou-se por mulheres jovens, domésticas, dependentes economicamente dos companheiros. A maioria das mulheres vivencia a violência conjugal, sendo a dependência financeira o motivo mais mencionado para suportá-la. A falta de vagas caracterizou a violência institucional por omissão. A pesquisa demonstrou que a vivência destas violências traz problemas de saúde para as mulheres, ou os agrava.
Palavra-chave women's health
domestic violence
institutional violence
saúde da mulher
violência doméstica
violência institucional
Idioma Português
Data de publicação 2004-06-01
Publicado em Revista Brasileira de Enfermagem. Associação Brasileira de Enfermagem, v. 57, n. 3, p. 354-356, 2004.
ISSN 0034-7167 (Sherpa/Romeo)
Publicador Associação Brasileira de Enfermagem
Extensão 354-356
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0034-71672004000300020
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0034-71672004000300020 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2103

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0034-71672004000300020.pdf
Tamanho: 29.41KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta