Identificação de genes diferencialmente expressos em mieloma múltiplo

Identificação de genes diferencialmente expressos em mieloma múltiplo

Título alternativo Identification of differentially expressed genes in multiple myeloma
Autor Felix, Roberta Spetic Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Colleoni, Gisele Wally Braga Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Considerando a heterogeneidade dos aspectos genético-moleculares envolvidos na gênese do MM, os estudos mais recentes têm se dedicado à definição de fatores prognósticos que possam orientar a melhor abordagem para cada caso e que poderão auxiliar no desenvolvimento de novas alternativas terapêuticas. Assim, a análise do perfil de expressão gênica pode contribuir bastante para a identificação destes fatores prognósticos. A técnica de Análise Seria I de Expressão Gênica (SAGE) permite, simultaneamente, a identificação dos genes que estão sendo expressos em um determinado tecido e também fornece informações sobre o nível de expressão desses genes. Não existem dados disponíveis nos Bancos Públicos de SAGE a respeito da expressão de genes em plasmócitos normais ou neoplásicos até esse momento. Objetivo: O objetivo deste trabalho foi construir duas bibliotecas de SAGE a partir de amostras de plasmócitos normais e de pacientes com MM para identificar genes com expressão diferencial nessa neoplasia. Métodos: A amostra de plasmócitos normais foi obtida a partir de um pool de amígdalas e adenóides de crianças submetidas à amigdalectomia e adenoidectomia. A biblioteca de MM foi construída a partir de plasmócitos neoplásicos de amostras de medula óssea de dois pacientes com o isotipo mais freqüente de MM (lgGK) e sem tratamento prévio. Nas duas situações, os plasmócitos foram obtidos a partir de seleção magnética de células CD-138-positivas (MACS - Magnetic Cell Sorting of Human Cells, Miltenyi Biotec). As bibliotecas de SAGE foram construídas utilizando-se o kit I-SAGE (Invitrogen) seguindo-se as instruções do fabricante. Resultados: Foram gerados mais de quatro mil clones de cada biblioteca e, após o seqüenciamento automático, foram obtidas 29.918 tags da biblioteca normal e 10.340 tags a partir da biblioteca tumoral (correspondendo a 8.241 e 2.359 tags únicas, respectivamente). Conclusão: Após a comparação do nível de expressão das tags únicas, observou-se que entre os genes mais hiper-expressos (pelo menos 10 vezes) na biblioteca de MM em relação à de plasmócitos normais destacam-se 12 genes (ZFHX1B, XBP1, PIM2, LGALS1, RANBP2, P53CSV, OOX5, LSM5, JUND, MA PKAPK2, SP140 e NTN1) relacionados com transcrição, sinalização, proliferação celular e apoptose. Estes genes podem ter importante participação no processo de tumorigênese e, portanto, serem possíveis alvos terapêuticos para controle do MM.
Palavra-chave Mieloma múltiplo
Expressão gênica
Plasmócitos
Idioma Português
Data de publicação 2005
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2005. 59 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 59 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20940

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta