Estudo da perviedade das tubas uterinas após aplicação transvaginal de n-butil-2-cianoacrilato em ovelhas

Estudo da perviedade das tubas uterinas após aplicação transvaginal de n-butil-2-cianoacrilato em ovelhas

Título alternativo Study of the perviousness of the uterin tubes after the transvaginal application of n-butyl-2-cyanocarylate in sheeps
Autor Bigolin, Sergio Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Fagundes, Djalma José Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciência cirúrgica interdisciplinar
Resumo Objetivo: estudar a perviedade da tuba uterina de ovelhas submetidas à aplicação transvaginal de n-butil-2-cianoacrilato. Métodos: foram utilizados 12 animais ovinos da raça Texel, distribuídos em três grupos, I (simulado), II (controle) e III (experimento), e divididos em seis subgrupos: simulado a direita e a esquerda (GI-D e GI-E), controle a direita e a esquerda (GII-D e GIl-E) e experimento a direita e a esquerda (GIII-D e GIII-E), sendo 6 tubas (n=6) nos subgrupos I e lI, e 12 tubas (n=12) no subgrupo 11I. O grupo I (simulado) e o grupo III (experimento) teve a aplicação de O,5mL do adesivo cirúrgico n-butil-2-cianoacrilato no lúmen tubário por via transvaginal e o grupo II ( controle) foi submetido a técnica operatória para esterilização pelo método proposto por Pomeroy. Após noventa dias e acasalamento permanente e o diagnóstico clínico da presença de gestação, foram submetidos a 2 testes de perviedade: teste de perviedade com corante azul de metileno (in vitro) e teste de pressão de rompimento (in vitro). Foi realizada a morfometria computadorizada digitalizada para medir o diâmetro tubário, a mucosa e o miosalpinge. A análise estatística foi feita pelo teste de Friedman para os pesos dos animais, teste de Kruska1-Wallis para os tempos de duração dos procedimentos entre os grupos e a presença ou não de gestação, teste exato de Fisher para comparar os grupos II e III em relação a aderências, abscessos e granulomas, e a morfometria foi avaliada pelo teste de Wilcoxon para grupos independentes e teste de Mann- Whitney para comparar entre os grupos. Resultados: mostraram perviedade em somente uma "- tuba uterina do grupo 11I, embora o adesivo estivesse presente no lúmen tubário, o que foi não significante estatisticamente. Apresentou significância estatística a morfometria que mostrou aumento nas medidas do diâmetro tubário, e mesmo não tendo significância estatística observou-se aumento da mucosa e do miosalpinge, pela provavél presença do polímero formado pelo adesivo, não havendo danos celulares. Conclusão: a aplicação transvaginal pela videohisteroscopia de n-butil-2-cianoacrilato no lúmen tubário de ovelhas é tão eficaz para esterilização quanto o método de Pomeroy.

Objective: to study the perviousness of the uterine tube of the sheep submitted to the transvaginal application of n-butyl-2-cyanocrilate. Methods: 12 animals of the Texel breed were used, distributed in three groups, I (simulated), II (control) and III (experiment), and divided in six subgroups: simulated to the right and to the left (GI-R and GI-L), control to the right and to the left (GII-R and GII-L) and experiment to the right and to the left (GIII-R and GIII-L), being 6 tubes (n=6) in the subgroups I and II, and 12 tubes (n=12) in the subgroup III. Group I (simulated) and group III (experiment) had the application of 0.5ml of the surgical adhesive n-butyl-2-cyanocrilate at the tubarian lumen by transvaginal way and group II (control) was submitted to the surgical technique for sterilization by the method proposed by Pomeroy. After ninety days of permanent coupling and the clinical diagnosis of the presence of gestation, they were submitted to 2 tests of perviousness: perviousness test with methylene blue coloring (in vitro) and disruption pressure test (in vitro). The digitalized computer morphometrics was made to measure the tubarian diameter, the mucous and the myosalpinge. The statistical analysis was done by Friedman’s test for the weight of the animals, the Kruskal-Wallis test for the duration of the procedures among the groups and the presence or not of gestation, Fisher’s exact test to compare groups I and II regarding the adherences, abscesses and granulomas, and the morphometrics was assessed by Wilcoxon’s test for independent groups and the Mann-Whitney test to compare among the groups. Results: showed perviousness in only 1 uterine tube of group III, although the adhesive was present in the tubarian lumen, which was not statistically significant. The morphometrics presented statistical significance that showed increase in the measures of the tubarian diameter, and even not having statistical significance an increase of the mucous and the myosalpinge was observed, which I consider to be due to the presence of the polymer formed by the adhesive, with no cellular damage. Conclusion: that the transvaginal application through hysteroscopic video of n-butyl-2-cyanocrilate in the tubarian lumen of female sheep is as effective for sterilization as the Pomeroy method.
Palavra-chave Tubas uterinas
Esterilização
Adesivos
Ovinos
Idioma Português
Data de publicação 2005
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2005. 95 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 95 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20926

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-20926.pdf
Tamanho: 2.733MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta