Estudo dos canais de potássio sensíveis ao ATP (KATP) na gravidez normal e na vigência da hipertensão induzida ou pré-existente

Estudo dos canais de potássio sensíveis ao ATP (KATP) na gravidez normal e na vigência da hipertensão induzida ou pré-existente

Título alternativo Evaluate the role of KATP channels in normal pregnancy inducing systemic and intrarenal vasodilation and their involvement in pregnancy associated to preexistent or induced hypertension
Autor Lima, Roberta Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Boim, Mirian Aparecida Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A gravidez normal é acompanhada por alterações hemodinâmicas sistêmicas e renais. Várias substâncias têm sido indicadas como possíveis mediadores dessas mudanças, tais como, prostaglandinas (PGs) e óxido nítrico (NO). Canais para K+ incluindo os canais sensíveis ao ATP (~TP) participam na manutenção do potencial de membrana de células da vasculatura lisa e sua abertura culmina com o relaxamento da célula. Substâncias vasodilatadoras incluindo o NO podem operar através de ativação desses canais iônicos. Alterações tanto na produção como na resposta do organismo materno a estas substâncias podem culminar com estados hipertensivos durante a gravidez incluindo a preeclâmpsia onde a vasodilatação sistêmica e renal está comprometida. O presente trabalho teve como objetivo avaliar o envolvimento dos canais ~TP na vasodilatação induzida pela gravidez em ratas normotensas, bem como em modelos de hipertensão induzida por bloqueio hormonal (NO e PGs) e na hipertensão essencial pré-existente (ratas SHR). A pressão arterial de cauda (PAc), função renal e nível de expressão da subunidade KIR 6.2 dos canais ~TP em aorta e córtex renal, foram avaliados em ratas Wistar prenhes normotensas e hipertensas tratadas ou não com o inibidor específico dos canais ~TP, a glibenclamida. A gravidez normal foi acompanhada pela redução típica da PAc e pelo aumento na expressão gênica do canal ~TP (KIR 6.2) em fragmentos de aorta e córtex renal. O tratamento com glibenclamida a partir do dia da concepção induziu elevada taxa de abortamento e portanto, o tratamento foi iniciado a partir do 7°. dia de gestação. O bloqueio farmacológico do canal pela glibenclamida (a partir do 7°. dia de gestação) impediu a redução da PAc em ratas Wistar sugerindo uma participação ativa destes canais na vasodilatação sistêmica em ratas prenhes normotensas, entretanto, a administração da glibenclamida não alterou os níveis pressóricos em ratas virgens, indicando que estes canais estão inativos em condições fisiológicas. Ratas SHR não apresentaram a vasodilatação típica da gravidez e os canais KATP não…(au).
Palavra-chave Hipertensão
Gravidez
Canais de potássio
Rim
Idioma Português
Data de publicação 2005
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2005. 96 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 96 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20895

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta