Distância percorrida e padrões de deslocamentos de atletas de futebol nas categorias de base durante a partida

Distância percorrida e padrões de deslocamentos de atletas de futebol nas categorias de base durante a partida

Título alternativo Distance covered and motion patterns of Brazilian young soccer players
Autor Silva, Norberto Pereira da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Barros Neto, Turibio Leite de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Medicina (cardiologia) - São Paulo
Resumo OBJETIVOS: Determinar a distância total percorrida e a freqüência nas diferentes formas de deslocamento de acordo com a posição do atleta em cada categoria; Analisar as características das corridas de velocidade máxima em cada categoria; Comparar os resultados entre as categorias e estabelecer padrões de deslocamentos dos atletas de futebol nas categorias de base durante a partida. MÉTODOS: a amostra foi composta por 75 atletas de futebol das categorias Sub-15 (Infantil), Sub-17 (Juvenil) e Sub-20 (Júnior), sendo 25 em cada categoria, pertencentes aos principais clubes do quadro da Federação Paulista de Futebol. Os atletas foram filmados individualmente durante toda partida. Para a análise da movimentação, as imagens foram reproduzidas e simultaneamente foi utilizado um software especialmente desenvolvido, que calculava para cada tipo de deslocamento, a freqüência, a duração e a distância. No teclado do computador havia uma tecla específica para cada movimento que era acionada no início de cada movimento específico. RESULTADOS: A categoria júnior foi a que apresentou a maior distância total percorrida. Na categoria infantil os meias, volantes e atacantes foram os mais exigidos. Na categoria juvenil os volantes, laterais e atacantes e na categoria júnior os laterais, meias e volantes. Para a distância percorrida em trote entre as categorias, observou-se maiores distâncias para a categoria júnior e as menores para a categoria infantil, porém levando-se em consideração o respectivo tempo de cada categoria, (60´ Sub-15, 80´ Sub-17 e 90´ Sub-20) a categoria infantil utilizou mais esse tipo de deslocamento, seguido da categoria júnior e juvenil com 48,18%, 46,3% e 44,35% respectivamente. Os meias com 56,36% e os atacantes com 46,81% da categoria infantil foram superiores quando comparados com atletas da mesma posição das categorias juvenil e júnior. Com relação às corridas de velocidade máxima (CVM), a posição mais exigida na categoria infantil foi a dos atacantes, na categoria juvenil os meias e na categoria júnior os laterais. Em termos de porcentagem a categoria júnior utilizou mais esse deslocamento durante a partida com 6,09%. A principal característica encontrada em relação às CVM, diz respeito a distância percorrida. Percebeu-se que a maior freqüência ocorreu nas distâncias entre 10-25m. independente da posição e da categoria. CONCLUSÃO: a análise das distâncias dos diferentes deslocamentos indicam grandes diferenças entre as posições desempenhadas pelos atletas durante a partida. A relação entre as categorias mostrou que as principais diferenças ocorrem entre as categorias infantil e júnior. Através dos valores obtidos, é possível se elaborar programas adequados para cada categoria, respeitando o estágio de desenvolvimento do jovem atleta.

In developing training programs, it is important to consider the individual motion patterns for sports performance in young athletes. PURPOSE: To determine standards for the total distance covered and motion pattern characteristics of young Brazilian soccer players during competitive matches. METHODS: 75 young soccer players from five of the most successful soccer clubs of São Paulo’s Soccer Federation were divided in three categories: Under-15y (U15), Under-17y (U17) and Under-20y (U20) with 25 soccer players in each age group. In the U15 each half lasts for 30m, U17 40m and U20m minutes. The individual measurements were made during games following the video-recording methodology of Withers el al (1982). The players were grouped by position: fullbacks (FB), wingers (WG), defensive midfielders (DMF), offensive midfielders (OMF) and strikers (STK). Age and position differences were determined by anova. RESULTS: It was measured the following indexes in meters: total distance covered, jogging distance, walking distance, sprint running distance. The intensity of the U15 (118 m/min) was significantly (p < .05) greater than U17 (108 m/min) and U20 (109 m/min). CONCLUSION: The results show differences in running volume and intensity between the age groups during match play. The wingers and midfielders show greater distance covered than the other players in all other positions. STK and OMF show increased sprinting in U15 and U17 groups respectively and WG in U20s. Furthermore we show substantial differences between U15 and U20. The U15 group showed the greatest mean intensity when the time of each group was corrected to m/min. The data suggest that earlier development, physical training and tactical organization in the young soccer player leads to a high level of energy during competition.
Palavra-chave Futebol
Educação Física e Treinamento
Comportamento Competitivo
Idioma Português
Data de publicação 2005
Publicado em SILVA, Norberto Pereira da. Distância percorrida e padrões de deslocamentos de atletas de futebol nas categorias de base durante a partida. 2005. 100 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2005.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 100 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20865

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-20865.pdf
Tamanho: 439.9KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta