Ação dos inibidores isolados de plantas brasileiras na síndrome da isquemia e repercussão

Ação dos inibidores isolados de plantas brasileiras na síndrome da isquemia e repercussão

Título alternativo Effects of inhibitors isolated from brazilian plants on ischemie-reperfusion syndrome
Autor Santomauro-Vaz, Eugenio Miguel Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Oliva, Maria Luiza Vilela Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Os inibidores tipo Kunitz de origem vegetal são proteínas de massa molecular aproximada de 20 kDa encontradas em leguminosas. Inibidores isolados de Bauhinia de várias espécies foram caracterizados. Alguns destesinibidores distinguem-se de outros inibidores tipo Kunitz por não possuírem pontes dissulfeto (Oliveira et al., 2001; Oliva et al., 2001). Das sementes de Bauhinia bauhinioides foram isolados dois inibidores, o BbKI e o BbCI. BbKI inibe tripsina (Kapp=2,Ox10-8M), quimotripsina (Kapp=2,6x10-8M), calicreína plasmática humana (Kapp=2,4x10-9 M), calicreína plasmática porcina (Kapp=2,Ox10-7M), calicreína plasmática de rato (Kiapp=5,2x10-9M) e plasmina (Kiapp=3,3x10-8. BbCl inibe a cruzipaína (Kapp=1,3x10-9M) e a cruzaína (Kapp=0,3x10-9M), catepsina L, (Kiapp=0,2x10-9M), elastase humana (Kiapp=5,3x10-9M), catepsina G(Kiapp=1 ,6x10-7M) e elastase pancreática porcina (Kiapp=4,Ox10-8M). não inibe catepsina B (CB), a papaína, a bromelaina e a ficina bem como tripsina, quimotripsina e enzimas da coagulação (Mendes, 1998; Oliveira et al. , 2001; Oliveira, 2004). Tecidos submetidos à isquemia podem sofrer lesões funcionais e morfológicas que aumentam durante a fase de reperfusão. Neste estudo, os !feitos dos inibidores de peptidases BbKI e BbCI e da aprotinina, um clássico libidor de peptidases, foram investigados em ratos submetidos a isquemia e reperfusão dos membros posteriores, avaliando-se o óxido nítrico local (no músculo isquêmico) e a distância (pulmão,cérebro e coração). Os animais tratados com BbKI apresentaram um aumento de 26,59 por cento no oxido nítrico no...(au).
Palavra-chave Inibidores de Proteases
Isquemia
Reperfusão
Óxido Nítrico
Protease Inhibitors
Ischemia
Reperfusion
Nitric Oxide
Idioma Português
Data de publicação 2005
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2005. 107 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 107 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20818

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta