Educação inclusiva e educação em Saúde: um estudo periódico integração

Educação inclusiva e educação em Saúde: um estudo periódico integração

Título alternativo Inclusive education and health education: a study on the integracao journal
Autor Carmona, Margaret Passos Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Batista, Sylvia Helena Souza da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ensino em ciências da saúde – São Paulo
Resumo Esta pesquisa assumiu como objetivo analisar as relações entre Educação Inclusiva e Educação em Saúde a partir de artigos publicados no periódico Integração, no período 1997-2002. No âmbito dos objetivos específicos, pretendeu-se identificar concepções de Educação Inclusiva veiculadas nesses artigos; apreender as relações entre Saúde e Educação presentes e mapear como a temática Saúde está inserida na produção científica analisada. O referencial teórico apresentou os interlocutores centrais da pesquisa, privilegiando as posições relativas à Educação Especial, Educação Inclusiva, Inclusão e Educação em Saúde. A metodologia compreendeu uma análise documental dos artigos publicados na seção “Enfoque” da revista Integração. No processamento e interpretação dos dados privilegiou-se a análise temática, entendida como caminho de apreensão dos sentidos que compõem os olhares assumidos nos artigos. Os resultados foram agrupados em quatro núcleos: Educação como Prática Social; Inclusão: da integração ao reconhecimento das diferenças; Educação Inclusiva: em construção uma proposta de transformação e Saúde: uma questão de deficiência. Articular Educação Inclusiva e Educação em Saúde pode significar um avanço nas práticas de promoção de uma vida pensada coletivamente e de uma sociedade transformadora, na medida em que se opere a ruptura com a visão biologicista do processo saúde-doença, contribuindo na construção de uma cultura que trate os dois campos como processos humanos de atenção e proteção à vida, fortalecendo o direito de ser aceito, cuidado, respeitado. Precisa-se investir em relações mais problematizadoras e críticas, ampliando os referenciais de pensar e fazer saúde e educação na realidade e colaborando para a concretização de uma escola que, sem negar o acesso aos conhecimentos escolares sistematizados, se paute em relações de respeito, tolerância, diversidade, parceria e ética. Uma escola que, sendo um mundo singular, possa representar encontros de vários mundos, de vários sujeitos, de várias culturas e possibilidades.

The purpose of this study was to analyze the relationships between Inclusive Education and Health Education based on published papers in the Integração Journal, in the period from 1997-2002. In the context of specific objectives, this study aimed to identify conceptions of Inclusive Education transmitted on these articles; to apprehend the present relationships between Health and Education and to map how Health is inserted in the investigated scientific production. The theoretical referential presented the major interlocutors of the study, favoring positions related to Special Education, Inclusive Education, Inclusion and Health Education. The methodology involved a documental analysis of the published articles in the section “ In Focus” of the Integração journal. In the process and data interpretation, the thematic analysis was emphasized and considered as a way to apprehend the information of the articles. The results were grouped into four nuclei: Education as a Social Practice; Inclusion: from integration to acknowledgement of the differences; Inclusive Education: the elaboration of a proposal on modification and Health is on progress: a deficiency question. To articulate Inclusive Education and Education in Health means a progress in the practices to promote a life collectively rationalized and of a transforming society considering that a rupture with the biologicist conception on the health-disease process, contributing to the construction of a culture able to deal with the two fields as human processes of attention and protection to life, strengthening the right to be accepted, care and to be respected. There is a need to invest in more critical and problematizing relationships intensifying the referentials of thinking and bringing health and education into the reality, thus collaborating to make the school real and not denying access to the systematized school knowledge, based on relationships of respect, tolerance, diversity, partnership and ethics. A school, as being a singular world, may represent the encounter of different worlds, several individuals from diversified cultures and possibilities.
Palavra-chave Educação especial
Educação em saúde
Pessoas com deficiência
Idioma Português
Data de publicação 2005
Publicado em CARMONA, Margaret Passos. Educação inclusiva e educação em saúde: um estudo do periódico Integração. 2005. 108 f. Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Ciências da Saúde) – Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2005.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 108 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20718

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-20718.pdf
Tamanho: 284.4KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta