Caracterização clinica e microbiológica de episódios de candidemia por C. parapsilosis

Caracterização clinica e microbiológica de episódios de candidemia por C. parapsilosis

Título alternativo Clinical and microbiological characterization of Candidemia episodes due to Candida parapsilosis
Autor Silva, Ligia Raquel Brito Francisco da Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Colombo, Arnaldo Lopes Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Infectologia - São Paulo
Resumo Realizou-se estudo coorte prospectivo em 4 hospitais de São Paulo no período de março de 2002 a fevereiro de 2003. Incluiu-se todos os pacientes que apresentaram hemocultura positiva para C. albicans ou C. parapsilosis. As leveduras foram identificadas ao nível de espécie por sistema comercial e submetidas a testes de susceptibilidade através de microdiluição em caldo (NCCLS). Informações clínicas e epidemiológicas foram colhidas através de ficha clínica padrão e armazenadas em banco de dados (EPI-INFO). Fatores de risco para ocorrência de infecção por C. parapsilosis foram definidos por análise univariada e multivariada. Foram documentados 282 episódios de candidemia, sendo 107 por C. albicans (54,2% homens, mediana 50 anos) e 64 por C. parapsilosis (59,4% homens, mediana 27,5 anos). Neutropenia, quimioterapia e CVC de longa permanência (p=0,01) foram condições de risco para fungemia por C. parapsilosis em análise univariada. Na análise multivariada identificou-se a presença de CVC longa permanência (p=0,01) como fator de risco para esta infecção. A mortalidade foi maior em pacientes com fungemia por C. albicans (61,7% versus 45,3%, p=0,03). Todos os isolados testados foram sensíveis a azólicos e 5-fluorocitosina, com apenas um isolado de C. parapsilosis resistente a anfotericina B.

A prospective cohort study was conducted in 4 hospitals of the city of São Paulo in the period from March 2002 to February 2003. The study included all patients who presented positive blood culture for C. albicans or C. parapsilosis. The yeasts were identified on the species level by a commercial system and subjected to susceptibility tests (NCCLS). Clinical and epidemiological data were collected through a standard case report form (CRF) and stored in a database (EPI-INFO). Risk factors for the occurrence of infection by C. parapsilosis were defined by univariate and multivariate analysis. Our study documented 282 candidemic episodes, 107 of them due to C. albicans (54.2% men, median 50 years) and 64 by C. parapsilosis (59.4% men, median 27.5 years). Neutropenia, chemotherapy and long-term central venous catheter (CVC) (p=0.01) were risk conditions for fungemia by C. parapsilosis in univariate analysis. In the multivariate analysis, the presence of long-term CVC (p=0.01) was identified as the only risk factor for that infection. Mortality rate was higher in patients with fungemia by C. albicans (61.7% versus 45.3%, p=0.03). All isolates tested were sensitive to azoles and 5- fluorocitosin, with only one isolate of C. parapsilosis exhibiting low susceptibility to amphotericinB.
Palavra-chave Candidíase/microbiologia
Candida
Infecção Hospitalar
Idioma Português
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Data de publicação 2005
Publicado em SILVA, Ligia Raquel Brito Francisco da. Caracterização clinica e microbiológica de episódios de candidemia por C. parapsilosis. 2005. 107 p. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2005
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 107 p.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20702

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-20702.pdf
Tamanho: 1.239MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta