Estudo dos potenciais evocados motores pela estimulação magnética motora transcraniana na doença do neurônio motor.

Estudo dos potenciais evocados motores pela estimulação magnética motora transcraniana na doença do neurônio motor.

Título alternativo Motor evoked potential by transcranial magnetic stimulation in amyotrophic lateral esclerosis
Autor Reis, Roger Gomes Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Oliveira, Acary Souza Bulle Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Neurologia/Neurociências - São Paulo
Resumo A esclerose lateral amiotrófica (ELA) é uma condição neurodegenerativa cujo diagnóstico definitivo exige a presença de sinais clínicos de acometimento dos neurônios motores inferiores e corticais. Na ausência de um exame subsidiário específico para a degeneração do 1o motoneurônio, muitas vezes, o diagnóstico de certeza só se realiza em fases avançadas da doença. Objetivando um diagnóstico mais precoce, o presente estudo avaliou os potenciais evocados motores (PEM) através da estimulação magnética motora transcraniana de doze pacientes (nove homens e três mulheres com idade média de 59±14 anos e duração da doença de 17±13 meses) com ELA suspeita ou possível pelos critérios El Escorial. Os resultados desses pacientes foram comparados mediante análise de variância de medidas repetidas com os valores de 44 PEM das regiões tenares e hipotenares de um grupo controle constituído de 11 sujeitos (sete homens e 4 mulheres, idade média de 52±14 anos). Alterações em pelo menos um dos parâmetros da EMT ocorreram em todos os pacientes. Em relação aos controles, as médias das latências (p=0,002) e do tempo de condução motora central (p=0,001) foram maiores nos pacientes com quadro de início apendicular, não se tendo verificado diferença em relação aos doentes com sintomatologia de início bulbar. As durações médias foram, contudo, maiores nesses pacientes que nos controles (p=0,001). Redução das amplitudes dos PEM foi menos significativa, sendo as médias menores tanto nos doentes com quadro de início apendicular (p=0,02) quanto bulbar (p=0,06). A média dos valores para o limiar de excitabilidade estava aumentado de forma significativa (p≤0,001). As durações médias do período inibitório foram semelhantes entre controles e doentes com doença de início apendicular, mas menores nos pacientes com quadro de início bulbar (p=0,05). O estudo dos PEM por EMT é, portanto, um método propedêutico útil, não-invasivo e de fácil execução que permite evidenciar a degeneração dos neurônios motores corticais na ELA. Representa um marcador precoce, em fase pré-sintomática, de envolvimento desses neurônios e auxilia na confirmação e antecipação do diagnóstico de ELA e na sua diferenciação com outras doenças.

Amyotrophic lateral sclerosis (ALS) is a degenerative disorder of motor neuron systems. Definite cases according to El Escorial criteria of the World Federation of Neurology requires widespread and unequivocal clinical signs of both lower and upper motor neuron degeneration. There may be a time delay of months or even more before these fulfilled criteria are met. Motor evoked potential studies (MEP) by transcranial motor magnetic stimulation (TMS) are nowadays the most acceptable electrophysiological marker of upper motor neuron degeneration in ALS and other motor neuron disorders. We studied MEP parameters by TMS in twelve patients (nine male and three female, mean age 59±14 years, disease duration 17±13 months) with suspect or possible ALS and compared their results with a sex and aged matched group of 11 healthy controls. Alterations of at least one of the parameters occurred in all patients. Mean latency (p=0,002) and motor conduction time (p=0,001) were greater in patients with limb onset disease, but similar to controls and bulbar onset cases, which, however, showed increase mean MEP duration compared with controls (p=0,001). MEP with low amplitudes were seen in both limb (p=0.02) and bulbar (p=0.06) onset patients, but with less statistical significance than former alterations. Mean motor cortical treshold were showed important increased (p≤0.001). Mean cortical silent period duration was not different in patients with limb onset disease than controls, but lower in bulbar onset cases (p=0.05). Motor evoked potentials by TMS are thus a useful test for upper motor neuron degeneration in ALS and thus providing a tool for an accurate and early diagnosis.
Palavra-chave Esclerose Amiotrófica Lateral
Diagnóstico
Potenciais Evocados
Terapia por Estimulação Elétrica
Motor neuron disease
Early diagnosis
Motor evoked potential
Transcranial magnetic stimulation
Idioma Português
Financiador Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundo de Auxílio aos Docentes e Alunos (FADA)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Data de publicação 2005
Publicado em REIS, Roger Gomes. Estudo dos potenciais evocados motores pela estimulação magnética motora transcraniana na doença do neurônio motor. 2005. 114 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2005.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 114 f.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20695

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-20695.pdf
Tamanho: 427.8KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta