Investigação da documentação digital em um ambulatório de ortopedia

Investigação da documentação digital em um ambulatório de ortopedia

Título alternativo Digital documentation investigation at orthopedic's ambulatory
Autor Nunes, Mauricio Merino Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sigulem, Daniel Autor UNIFESP Google Scholar
Pós-graduação Gestão e informática em saúde - São Paulo
Resumo Introdução: A documentação do processo assistencial em saúde é um dos fatores responsáveis pela qualidade do atendimento em saúde. Avaliar a qualidade dos prontuários e propor alternativas ao tradicional prontuário em papel têm sido muito estudados. Assim como em outras áreas da saúde, a Ortopedia vem presenciando um aumento significativo em seus procedimentos diagnósticos e terapêuticos, dificultando sua documentação. Em nosso estudo desenvolvemos e investigamos o desempenho da documentação digital de lesões esportivas da articulação do joelho em um ambulatório de ortopedia. Objetivo: Investigar a efetividade de prontuários específicos para avaliação de lesões esportivas da articulação do joelho em propiciar condições para elaboração de uma hipótese diagnóstica. Material: Prontuários de 45 pacientes do grupo de joelho do Centro de Traumatologia do Esporte - CETE da UNIFESP, divididos em três categorias: 15 prontuários em papel, 15 prontuários eletrônicos sem auditoria da completitude do preenchimento e 15 prontuários eletrônicos com auditoria da completitude do preenchimento. Método: Cópias dos 45 prontuários foram submetidas a dois avaliadores (I e II) com as respectivas hipóteses diagnósticas omitidas e para um terceiro avaliador (III) com as hipóteses diagnósticas presentes. Os dois primeiros, após avaliação de cada prontuário, elaboraram uma hipótese diagnóstica quando possível e responderam um questionário específico sobre variáveis qualitativas que dificultaram a elaboração da hipótese diagnóstica. Resultados: Foram efetivos 3 (20,0 por cento) prontuários em papel para o avaliador I e 5 (33,3 por cento) para o avaliador II, 11 (73,3 por cento) dos prontuários eletrônicos (PE I) para o avaliador I e 8 (53,3 por cento) para o avaliador II e 9 (60 por cento) dos prontuários eletrônicos (PE II) para o avaliador I e 12 (80 por cento) para o avaliador II. Conclusão: Os prontuários eletrônicos são os mais efetivos em propiciar condições para elaboração de uma hipótese diagnóstica baseada nos dados presentes nos mesmos
Palavra-chave Sistemas Computadorizados de Registros Médicos
Registros Médicos
Informática Médica
Articulação do Joelho
Ortopedia
Medicina Esportiva
Idioma Português
Data de publicação 2005
Publicado em NUNES, Mauricio Merino. Investigação da documentação digital em um ambulatório de ortopedia. 2005. 74 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2005.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 74 f.
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20687

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-20687.pdf
Tamanho: 1.685MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta