Estudo da interação de proteínas dos sistemas calicreína-cininas com glicosaminoglicanos

Estudo da interação de proteínas dos sistemas calicreína-cininas com glicosaminoglicanos

Título alternativo Study of the interaction of Kallikrein-Kinin system proteins with glycosaminoglycans
Autor Gozzo, Andrezza Justino Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Araujo, Mariana da Silva Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A calicreína plasmática humana (huPK) é uma serinoendopeptidas envolvida em muitos processos biológicos, entre eles o sistema calicreína-cinina. Em relação a esse sistema, tem sido mostrado que a procalicreína (PK), quando ligada à membrana de células endoteliais por meio do HK, é ativada à calicreína, resultando na liberação de bradicinina (BK), um potente mediador da resposta inflamatória. A liberação de BK pode ser influenciada por muitos compostos e objetivo desse trabalho foi investigar o efeito de glicosaminoglicanos na hidrólise do HK pela huPK in vitro, na conformação do HK e da huPK, na ligação do HK da PK à superfície e matriz extracelular de células endoteliais e em um modelo c inflamação in vivo. Para isso, huPK foi incubada com HK, na ausência e presença de diferentes glicosaminoglicanos. A liberação de BK, em diferentes tempos, foi medida por radioimunoensaio e as constantes catalíticas foram calculadas. Dermatam sulfato de atum e bovino reduziram a eficiência catalítica da huPK sobre o HK (controle = 4.1 x 104 M-¹ s-¹) em 80 por cento e 68 por cento, respectivamente. Então, o efeito do dermatam sulfato bovino (DSb) na resposta inflamatória foi estudado num modelo de edema de pata de rato induzido por carragenina. O volume da pata do rato foi medido com o auxílio de um pletismômetro, de 1 a 4 horas após administração da carragenina. O DSb reduziu significativamente (p< 0.05) a resposta inflamatória na primeira e segunda hora de medida, em 24 por cento e 28 por cento, respectivamente. A interação da huPK com um glicosaminoglicano foi verificada por cromatografia de afinidade em Heparina-Sepharose. A huPK apresentou uma alta afinidade pela heparina, já que foi eluída da coluna com NaCl 0,5 M. A influência dos glicosaminoglicanos na estrutura secundária da huPK e do HK foi analisada por dicroísmo circular. Apenas os condroitim 4- e 6-sulfato modificaram essas estruturas. Para os experimentos de ligação, as células endoteliais (ECV304 e RAEC) foram subcultivadas em placas de 96 poços e matriz extracelular de ambas linhagens foi preparada momentos antes do inicio dos experimentos. A ligação do HK aos dois tipos celulares foi abolida na presença de dextram sulfato de baixa massa molecular; no entanto, a heparina N-dessulfatada não teve efeito nessa ligação. Na superfície e matriz das ECV304, heparina e heparina de baixa massa molecular diminuíram a ligação por volta 50 por cento. Na superfície e matriz das RAEC, heparina de baixa massa molecular reduziu em 80 por cento a ligação, enquanto a heparina a aboliu; outros glicosaminoglicanos tiveram um efeito menor do que a heparina…(au).
Palavra-chave Sistema calicreína-cinina
Glicosaminoglicanas
Proteoglicanas
Células endoteliais
Ativação enzimática
Cinética
Idioma Português
Data de publicação 2005
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2005. 117 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 117 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20678

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta