Estudos estruturais de infestinas, inibidores de serinoprotewases do tipo \kazal, presentes no estômago do barbeiro Triatoma infestans

Estudos estruturais de infestinas, inibidores de serinoprotewases do tipo \kazal, presentes no estômago do barbeiro Triatoma infestans

Título alternativo Structural studies of serine proteases inhibitors from the kissing bug Triatoma infestants
Autor Campos, Ivan Torres Nicolau de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Tanaka, Aparecida Sadae Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Animais hematófagos possuem uma necessidade vital em manter o sangue fluido, durante a aquisição, o armazenamento e digestão do alimento. Para tal, esses animais desenvolveram ao longo de seus processos evolutivos mecanismos para interferir na hemostasia dos seus hospedeiros. Foi identificado anteriormente no barbeiro Triatoma infestans vetor da doença de Chagas, um potente inibidor de trombina denominado infestina 1-2 esta proteína é codificada por um gene composto por sete domínios tipo Kazal, que possuem isoladamente diferentes atividades inibitórias para as serinoproteases plasmáticas. Esta proteína é provavelmente processada em inibidores menores compostos por 1 ou 2 domínios após a sua tradução por um mecanismo ainda desconhecido. Neste trabalho, identificou-se a presença de um potente inibidor de fator XIIa no estômago do barbeiro T. infestans correspondente aos domínios 3 e 4 do gene da infestina, confirmando a atividade inibitória sobre fator XIIa caracterizada na infestina 34 recombinante. Determinou-se ainda a estrutura tridimensional do domínio 1 de infestina em complexo com tripsina bovina a uma resolução de 2,5A. Foram analisadas as interações intramoleculares da infestina 1 responsáveis pela manutenção da estrutura do inibidor e também as interações entre as moléculas de infestina 1 e a tripsina. Adicionalmente, a infestina 4 foi clonada, expressa e a mesma apresentou características cinéticas semelhantes ao inibidor de fator XIIa nativo, inibindo não apenas fator XIIa (128 pM) mas também fator Xa (53 nM), plasmina (2,1 nM) e tripsina (11 nM). Finalmente, determinou-se a estrutura do domínio 4 da infestina a uma resolução de 1,8A ,1,73A e 1,4A. E a mesma apresentou as mesmas características estruturais de outros inibidores da família Kazal
Palavra-chave Coagulação Sanguínea
Proteínas
Cristalografia
Inibidores de Serino Proteinase
Idioma Português
Data de publicação 2005
Publicado em São Paulo: [s.n.]: 2005. 126 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 126 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20661

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta