Síndrome pós-poliomielite (SPP): uma nova doença velha

Síndrome pós-poliomielite (SPP): uma nova doença velha

Título alternativo Post-poliomyelitis syndrome (PPS): a new old disease
Autor Quadros, Abrahão Augusto Juviniano Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Oliveira, Acary Souza Bulle Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Neurologia/Neurociências - São Paulo
Resumo A Síndrome Pós-Poliomielite (SPP) é uma doença ainda desconhecida no Brasil, os trabalhos epidemiológicos que mostram os casos dessa síndrome são escassos. O presente estudo visa analisar os casos de poliomielite paralítica na cidade de São Paulo com o objetivo de determinar as características clínicas atuais destes pacientes e de identificar aqueles com sinais e sintomas compatíveis com SPP. Foram avaliados 167 pacientes com história de poliomielite paralítica prévia, sendo 64 masculinos e 103 femininos com idades de 14 a 72 anos, média de 46,41 anos, mediana 46 anos e desvio padrão de ± 9,80 anos. Basendo-se em critérios diagnósticos clínicos, usados atualmente pela maioria dos pesquisadores 129 pacientes apresentavam SPP, correspondendo um percentual de 77,2% da população de pacientes com história de poliomielite paralítica, sendo 64 do sexo masculino (38,3%) e 103 do sexo feminino (61,7%). A idade média da instalação da poliomielite paralítica variou entre 11 dias e 19 anos, com média de 2,8 anos. O período de recuperação funcional variou de uma semana a 16 anos, com média de 3,7 anos. O platô de estabilidade funcional variou de 13 a 69 anos, com média de 38 anos. As principais manifestações clínicas encontradas foram: 1- Nova fraqueza (129 casos 100%); 2- Cansaço (119 casos 92,2%); 3- Ansiedade (107 casos 82,9%); 4- Dor articular (103 casos 79,8%); 5- Fadiga (100 casos 77,5%); 6- Dor muscular (98 casos 76,0%); 7- Distúrbio do sono (93 casos 72,1%); 8- Intolerância ao frio (90 casos 69,8%); 9- Cãibra (86 casos 66,7%); 10- Desvio da coluna (21 casos 55,3%); 11-Aumento de peso (75 casos 58,1%); 12- Fasciculação (68 casos 52,7%); 13- Nova atrofia (63 casos 48,8%); 14- Cefaléia (62 casos 48,1%); 15- Depressão (62 casos 48,1%), 16- Problemas respiratórios (53 casos 41,1%); e, 17- Disfagia (27 casos 20,9%). Comparando-se o grupo de pacientes com SPP com aqueles que apresentam-se com as seqüelas tardias de pólio (STP) verificou-se que: Quanto às características epidemiológicas - sexo, idade, etnia e antecedente vacinal, e as características clínicas - intolerância ao frio, desvio de coluna, fasciculação, depressão e disfagia - não houve diferença significativa. Quanto a outras características clínicas - nova atrofia, cansaço, ansiedade, dor articular, fadiga, dor muscular, distúrbio do sono, cãibra, aumento de peso, cefaléia e problemas respiratórios, houve diferença significativa entre os dois grupos sendo com maior freqüência no grupo SPP. A instalação das manifestações compatíveis com a SPP acarretam uma piora na funcionalidade e na qualidade de vida, conferindo a necessidade de identificação da SPP para que medidas profiláticas e terapêuticas sejam instituídas.

The Post-Poliomyelitis syndrome (PPS) is a disease still unknown in Brazil, epidemiological studies that show cases of this syndrome are not many. The present study seeks to analyze paralytic poliomyelitis cases in the city of São Paulo. The goal of this study is to determine the present clinical characteristic of these patients and to identify those with symptoms or signs compatible with PPS. The analyzed were 167 patients with previous paralytic poliomyelitis history being 64 male and 103 females ages from 14 to 72 years old (mean 41 y.o., SD = 9.8 y.o.). Based on clinical diagnose criteria used by the majority of researchers nowadays and according to researchers 129 presented PPS, corresponding to 77,2% of patient population with previous paralytic poliomyelitis history being 64 males (38,3%) and 103 females (61,7%). The patients age at poliomyelitis onset ranged from 11 days to 19 years old (mean = 2,8 y.o.). The period of functional recovery ranged from 1 week to 16 years (mean = 3,7 years). The length of the functional plateau ranged from 13 to 69 years (mean = 38 years). The main clinical manifestations of PPS in the study group patients were: 1- New weakness 129 patients (100%); 2- Tiredness 119 patients (92,2%); 3- Anxiety 107 patients (82,9%); 4- Joint pain 103 patients (79,8%); 5- Fatigue 100 patients (77,5%); 6- Muscle pain 98 patients (76,0%); 7- Sleep disorders 93 patients (72,1%); 8- Cold intolerance 90 patients (69,8%); 9- Cramps 86 patients (66,7%); 10- Scoliosis 21 patients (55,3%); 11-Weight gain 75 patients (58,1%); 12- Fasciculation 68 patients (52,7%); 13- New atrophy 63 patients (48,8%); 14- Headache 62 patients (48,1%); 15- Depression 62 patients (48,1%); 16- Respiratory insufficiency 53 patients (41,1%); and 17- Dysphagia 27 patients (20,9%). Comparing the patients PPS group with that they present Late Sequelae of Pólio (LSP) it was verified that: regarding epidemiological features - gender, age, ethnic group and preceding vaccine, and clinical features - cold intolerance, scoliosis, fasciculation, depression and dysphagia, no significant difference was found between patients groups. Regarding to other clinical features - new atrophy, tiredness, anxiety, joint pain, fatigue, muscles pain, sleep disorders, cramps, weight gain, headache and respiratory insufficiency, significant difference was found between patients groups with more frequency in PPS group. The presence of symptoms compatible with PPS result in decrease quality of life and functional capabilities, conferring to the identification necessity of PPS so that prophylactic and therapeutic measures are taken.
Palavra-chave Síndrome Pós-Poliomielite
Poliomielite
Idioma Português
Financiador Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Fundo de Auxílio aos Docentes e Alunos (FADA)
Programa de Apoio a Núcleos de Excelência (Pronex)
Data de publicação 2005
Publicado em QUADROS, Abrahão Augusto Juviniano. Síndrome pós-poliomielite (SPP): uma nova doença velha. 2005. 241 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), São Paulo, 2005.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 241 f.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20551

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: Publico-20551.pdf
Tamanho: 1.167MB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta