Participação da região anteroventral do terceiro ventrículo(AV3V) nos ajustes hemodinâmicos promovidos pela ativação colinérgica em ratos

Mostrar registro simples

dc.contributor.advisor Colombari, Eduardo [UNIFESP]
dc.contributor.author Takakura, Ana Carolina Thomaz [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:05:27Z
dc.date.available 2015-12-06T23:05:27Z
dc.date.issued 2004
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2004. 103 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20529
dc.description.abstract A pilocarpina, uma droga classificada como um agonista colinérgico muscarínico, age nas glândulas salivares, produzindo vasodilatação e salivação. Estudos recentes têm mostrado que grande parte da salivação induzida pela pilocarpina depende de mecanismos cerebrais. A salivação induzida pela pilocarpina pode ser inibida pela lesão de estruturas cerebrais anteriores, como a região anteroventral do terceiro ventrículo (AV3V), área septal (AS) ou hipotálamo lateral (HL). Além dos seus efeitos sobre a salivação, a administração central ou periférica de pilocarpina aumenta a pressão arterial média (PAM) e a resistência vascular mesentérica (RM). Lesões eletrolíticas da região AV3V, além de reduzir a salivação induzida por pilocarpina, impede o desenvolvimento de diversos modelos de hipertensão experimental. Portanto, foram objetivos deste trabalho: a) estudar os efeitos de diferentes doses de pilocarpina injetada intravenosamente (iv) na PAM e freqüência cardíaca (FC) em ratos acordados e anestesiados. b) estudar os efeitos da lesão da região AV3V nas alterações no fluxo sangüíneo e resistência vascular na artéria que irriga as glândulas submandibular/sublingual (SSG), artéria mesentérica superior e na artéria aorta abdominal, bem como alterações na PAM e FC produzidas pela injeção intraperitoneal (ip) de pilocarpina. c) investigar o papel dos receptores colinérgicos muscarínicos periféricos nas respostas de PAM e FC promovidos pela injeção ip de pilocarpina. d) investigar o papel dos receptores colinérgicos M, e M3 centrais nos efeitos hemodinâmicos promovidos pela injeção ip de pilocarpina. Para tanto, foram utilizados ratos Holtzman (280 - 350 gramas). Num grupo foi feita lesão eletrolítica da região AV3V (2 mA durante 10 segundos) de 1 hora, 2, 7 ou 15 dias e em outro grupo de animais foi implantada uma cânula de aço inoxidável em direção ao ventrículo lateral (VI-) (volume de injeção de 1 uL). Um dia antes do experimento, os ratos foram anestesiados com quetamina (100 mg/kg de peso corporal) combinada com xilazina (7 mg/kg de peso corporal) para canulação da artéria e veia femorais…(au). pt
dc.format.extent 103 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Pressão Arterial pt
dc.subject Glândulas Salivares pt
dc.subject Receptores Muscarínicos pt
dc.subject Hipertensão pt
dc.subject Antagonistas Colinérgicos pt
dc.subject Arterial Pressure en
dc.subject Salivary Glands en
dc.subject Receptors, Muscarinic en
dc.subject Hypertension en
dc.subject Cholinergic Antagonists en
dc.title Participação da região anteroventral do terceiro ventrículo(AV3V) nos ajustes hemodinâmicos promovidos pela ativação colinérgica em ratos pt
dc.title.alternative Participation of the anteroventral third ventricule region (AV3V) in the hemodynamics adjusts produced by cholinergic activation in rats en
dc.type Dissertação de mestrado
dc.identifier.file epm-20050427144824GARCIA.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus São Paulo, Escola Paulista de Medicina (EPM) pt



Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples