Performance of university students on random number generation at different rates to evaluate executive functions

Performance of university students on random number generation at different rates to evaluate executive functions

Título alternativo Desempenho de estudantes universitários na geração aleatória de números para avaliar as funções executivas
Autor Hamdan, Amer C. Google Scholar
Souza, Juberty A. de Google Scholar
Bueno, Orlando Francisco Amodeo Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Departamento de Psicologia
Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Departamento de Clínica Médica
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: To evaluate the performance of adult young subjects in a Random Number Generation (RNG) task by controlling the response speed (RS). METHOD: Sixty-nine university students of both sexes took part in the experiment (25.05 ± 6.71 year-old). Participants were alloted into 3 groups which differed in RS rates to generate numbers: 1, 2 and 4 seconds to generate each number. A digital metronomer was used to control RS. Participants were asked to generate 100 numbers. The responses were mensured through Evans's RNG Index. RESULTS: There were statistically significant differences among the groups [F (3, 68) = 7.120; p < .05]. Differences were localized between 1 and 2 seconds (p = 0.004) and between 1 and 4 seconds (p = 0.006). No differences were observed between 2 and 4 seconds (p = 0.985). CONCLUSION: The present results suggest that the response speed in production of random numbers influences the performance of the Random Numbers Generation task.

OBJETIVO: Avaliar o desempenho de sujeitos adultos na Geração Aleatória de Números (RNG), em função da velocidade da resposta (VR). MÉTODO: Participaram do experimento 69 universitários, de ambos os sexos. A média de idade dos participantes foi 25,05±6,71 anos. Os participantes foram divididos aleatoriamente em 3 grupos que diferiram quanto à VR para gerar cada número; 1, 2 e 4 segundos. As respostas foram avaliadas através do índice RNG de Evans. RESULTADOS: A análise dos resultados evidenciou diferença estatisticamente significante entre os 3 grupos [F (3, 68) = 7,120; p < 0,05], com diferenças entre as VR de 1 e 2 segundos (p = 0,004) e de 1 e 4 segundos (p = 0,006). Não foram observadas diferenças entre as VR de 2 e 4 segundos (p = 0,985). CONCLUSÃO: Os resultados mostraram que a velocidade da resposta na produção dos números aleatórios influencia o desempenho da tarefa de Geração Aleatória de Números.
Palavra-chave executive functions
working memory
central executive
random number generation
neuropsychological test
funções executivas
memória operacional
executivo central
geração aleatória de números
teste neuropsicológico
Idioma Inglês
Data de publicação 2004-03-01
Publicado em Arquivos de Neuro-Psiquiatria. Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO, v. 62, n. 1, p. 58-60, 2004.
ISSN 0004-282X (Sherpa/Romeo)
Publicador Academia Brasileira de Neurologia - ABNEURO
Extensão 58-60
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S0004-282X2004000100010
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S0004-282X2004000100010 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/2024

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S0004-282X2004000100010.pdf
Tamanho: 60.55KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta