Utilização da densitometria óssea para avaliação do uso de proteínas morfogenéticas ósseas em artrodese da coluna lombar de coelhos

Utilização da densitometria óssea para avaliação do uso de proteínas morfogenéticas ósseas em artrodese da coluna lombar de coelhos

Título alternativo Bone densitometry usage as a method of result assessment of bone morfogenetic protein usage in rabbitt's lumbar spine
Autor Machado, Paulo Roberto Moura Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Puertas, Eduardo Barros Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo As BMPs, proteínas indutoras de crescimento ósseo, desde o início de sua utilização, têm sido avaliadas em diferentes modelos experimentais objetivando determinar sua eficácia, sendo necessário o estabelecimento de métodos de avaliação que permitam melhor compreensão dos resultados Objetivo: Este estudo tem por objetivo avaliar a utilização da densitometria óssea como método de avaliação do incremento ósseo observado quando da utilização de BMP bovina em artrodeses intertransversas da coluna lombar de coelhos. Métodos: Foram utilizados dois grupos de dez coelhos neozelandeses fêmeas, submetidos a artrodese intertransversa da coluna lombar, segmento L5/L6, por via posterior. No primeiro grupo foi utilizado enxerto autólogo e no segundo a associação de enxerto autólogo com biocomposto (BMP bovino, 1,0 mg e hidroxiapatita, 9,0 mg). Os animais foram acompanhados por 15 semanas, isolados em cativeiro e avaliados diariamente por veterinário sob o ponto de vista clínico e neurológico e, posteriormente, submetidos à realização de densitometria óssea por tomografia computadorizada. Resultados: Foram obtidas 268 medidas de densidade óssea do osso normal, 134 medidas do osso neoformado de enxerto autólogo isolado e 134 medidas do osso neoformado pela associação enxerto autólogo e BMP. Esses valores foram submetidos à análise estatística que demonstrou incremento ósseo significativo (p=0,034) do grupo BMP/HAP, quando comparado ao grupo controle. Os valores de densidade óssea do osso normal foram submetidos à mesma análise estatística onde se encontrou resultado semelhante. Conclusão: A densitometria óssea realizada pela tomografia computadorizada apresenta-se como método alternativo para avaliação de resultados quando utilizado BMP em estudos experimentais. Estudos subseqüentes deverão ser realizados para melhor entendimento da variação de densidade óssea encontrada quando da comparação das medidas do osso normal nos dois grupos.
Palavra-chave Proteínas morfogenéticas ósseas
Transplante ósseo
Durapatita
Densidade óssea
Tomografia computadorizada espiral
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 55 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 55 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20154

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta