Análise transcriptônica dos complexos salivares de sanguessugas Haementeria depressa através da geração de Expressed Sequence Tags (ESTs) e estudos cinéticos sobre o lefaxin

Análise transcriptônica dos complexos salivares de sanguessugas Haementeria depressa através da geração de Expressed Sequence Tags (ESTs) e estudos cinéticos sobre o lefaxin

Título alternativo Transcriptomic analysis of Haementeria depressa salivary complexes throught Expressed Sequence Tags (ESTs) generation and kinetics studies about lefaxin
Autor Faria, Fernanda Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Sampaio, Misako Uemura Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O complexo salivar de sanguessugas Haementena depressa contém potentes substâncias anticoagulantes. Entre elas, por métodos de bioquímica clássica foi previamente caracterizado um inibidor de FXa denominado lefaxin (Faria et al., 1999). Este inibidor foi purificado através de urna nova estratégia com rendimento mais satisfatório, por uma etapa de cromatografia de afinidade em Heparina-Sepharose seguida por um troca iônica em resina Mono-Q (sistema Akta - Amersham Biosciences). Lefaxin i interage com diferentes moléculas de FX por um exosítio, sendo um mibidor competitivo de FXa capaz de promover sua inibição tanto na sua atividade amidolitica sobre o substrato cromogênico específico S2765 (Ki = 1,23 + 0,57 nM) quanto na sua capacidade de geração de trombina na presença do complexo protrombinase (EC50= 25nM). Uma visão geral do perfil transcripcional dos complexos salivares de sanguessugas H. depressa foi obtida através da geração de Expressed Sequence Tags (EST), demonstrando assim a sua composição salivar aproximada. Seqüências de 898 clones independentes foram agrupados em 555 clusters, representando o perfil de transcritos deste tecido. O repertório das proteínas com provável envolvimento na alimentação da sanguessuga corresponderam a 10,6 por cento de todos os transcritos (67 clusters), sendo anidrases carbônicas (30 por cento), diversos inibidores da coagulação (25 por cento) e moléculas hemeritrina-símile (19 por cento), a maioria destes componentes. Entre os 387 clusters similares a proteínas com funções celulares, a maioria representaram moléculas envolvidas na transcrição e tradução de proteínas, refletindo a alta especialização deste tecido para síntese protéica. Um clone de hemeritrina-símile, assim como um inibidor de agregação plaquetária putativo e um inibidor da família da antistasma foram clonados em vetor para expressão (pAE). A molécula hemeritrina-símile eleita para esta clonagem apresentou 85 por cento de identidade com a região N-terminal do lefaxin sendo uma candidata a codificá-lo, e que provavelmente poderá ser classificada como o primeira hemeritrma-símile com papel anticoagulante. O banco de dados de ESTs de H.depressa foi comparado ao banco de outros organismos sugadores de sangue, evidenciando que entre as proteínas envolvidas na alimentação, os inibidores da coagulação apresentam um perfil característico desta classe de animais.
Palavra-chave Sanguessugas
Etiquetas de sequências expressas
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 200 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 200 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20092

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta