Peptídeos sintéticos derivados da leptina humana

Peptídeos sintéticos derivados da leptina humana

Título alternativo Sintetic peptides derivates of human leptin
Autor Oliveira, Vani Xavier de Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Miranda, Antonio de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A leptina, um hormonio proteico secretado pelo tecido adiposo, e responsavel pela sinalizacao do estado nutricional do individuo para o sistema nervoso central e, em parte , pela regulacao do metabolismo energetico, alem de estar envolvida em varios processos fisiologicos. O receptor da leptina (Ob-R) e um membro do tipo I da superfamilia das citoquinas, largamente expresso em diferentes tecidos, porem mais abundantemente no hipotalamo. Em uma tentativa de identificar as regioes da molecula de leptina responsaveis pela sua atividade, e com base na estrutura tridimensional da mesma, sintetizamos e testamos seis fragmentos peptidicos: Ac-hLEP2-26-NH2 (I), Ac-hLEP27-50-NH2(II),Ac-hLEP51_67-NH2(III),Ac-hLEP71_94-NH2(IV), Ac-[Ser96]-hLEP95_119-NH2 (V), AchLEP120-143-NH2 (VI), e seus respectivos dimeros (excecao feita ao peptideo II) obtidos a partir de pontes dissulfeto. As sinteses foram realizadas pela metodologia de fase solida e as purificacoes, por HPLC de fase reversa. A caracterizacao foi feita por LC/ESI-MS, HPLC, CE e AAA. Os fragmentos foram testados, comparativamente com a leptina integra, quanto: a habilidade de induzirem a expressao de Fos nos nucleos hipotalamicos de rato, apos administracao intravenosa; ao efeito causado no peso, na inGestão alimentar e na glicemia de camundongos ob/ob, apos administracoes (ip) diarias; e a atividade funcional (in vitro) em celulas que expressam o receptor da leptina, utilizando-se um microfisiometro cytosensor. O peptideo [D-Leu4]-OB3 e seu analogo da sequencia humana tambem foram testados. Os resultados obtidos com esses ensaios indicaram que: 1- as diferencas entre as sequencias primarias das leptina humana e de camundongo nao sao suficientes para alterar a atividade dessa proteina; 2- os fragmentos de leptina nao foram capazes de induzir a expressao de Fos nos nucleos hipotalamicos (provavelmente, devido a uma possivel degradacao dos mesmos), nem de transpor a a s 0 e oi a r u o i barreira hemoencefalica; 3- os fragmentos IV e V sao reconhecidos pelo receptor leptina (presentes nas celulas HP-75) e que dois residuos de aminoacidos sao important para a interacao com o receptor da leptina, Ser e Leu. Esses aminoacidos estao presentes, respectivamente, nas posicoes 77 e 80 do fragmento IV e nas posicoes 98 do fragmento V; 4- a presenca das pontes dissulfeto nos peptideos dimerizados nao suficiente para induzir a conformacao nativa desses fragmentos, nem para aumentar s atividade biologica. Embora os fragmentos peptidicos necessitem de um ma refinamento, podem vir a ser uteis no desenvolvimento de drogas utilizadas no controle no tratamento da obesidade humana e/ou veterinaria, por mimetizar a acao da leptina sistema nervoso central
Palavra-chave Leptina
SIinte peptidica
Obesidade
Dicroísmo circular
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 145 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 145 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20062

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta