Comparacao da resposta a dor em recem-nascidos submetidos a puncao lombar com dois anestesicos locais

Comparacao da resposta a dor em recem-nascidos submetidos a puncao lombar com dois anestesicos locais

Título alternativo Comaprison of the efficacy of EMLA(R) versus lidocaine for neonatal pain relief during lumbar puncture
Autor Machado, Marcus Barbosa Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: comparar a eficacia de dois anestesicos locais, a lidocaina e o EMLA®, no alivio da dor provocada pela puncao lombar em recem-nascidos (RN). Metodos: estudou-se 42 RN com indicacao de coleta de liquor por suspeita de sepse ou infeccao congenita entre 01 /Fev/02 e 31IJan/03. Os RN foram alocados, por sorteio simples, em dois grupos: os anestesiados com 0,2mLlkg via subcutanea de lidocaina 1 por cento 10 minutos pre-puncao (n=21) e os anestesiados com a aplicacao de 1 g do EMLA® 30 minutos pre-puncao (n=21). Os procedimentos relacionados ao sorteio, preparo dos pacientes, aplicacao da anestesia e puncao lombar foram realizados por um mesmo neonatologista para toda a populacao estudada. Dois medicos, cegos quanto ao anestesico aplicado, avaliaram a beira do leito, em 6 tempos consecutivos (repouso, posicionamento, retirada do curativo oclusivo, puncao, 1 e 5 minutos), a frequencia cardiaca, a saturacao de oxigenio, a mimica facial de dor atraves do Sistema de Codificacao da Atividade Facial Neonatal - NFCS e uma escala multidimensional, a Escala de Dor para RN - NIPS. Os pacientes foram filmados durante o procedimento e o video de cada RN foi analisado segundo as mesmas escalas de dor pelos mesmos observadores nos 6 tempos previamente definidos. Comparou-se os 2 grupos por meio do teste t para as variaveis numericas, do qui-quadrado ou Fisher para as categoricas e da ANOVA para medidas repetidas para as variaveis obtidas nos seis tempos do estudo, ao vivo e no video. Resultados: os, dois grupos se mostraram similares, com idade gestacional media de 37 semanas, peso ao nascer de 2700g e indice medio de gravidade (CRIB) de 1. Houve diferenca em relacao a distribuicao do sexo: 71 por cento e 33 por cento dos RN dos grupos EMLA® e lidocaina, respectivamente, eram masculinos. Todas as comparacoes feitas entre os grupos levaram em conta o sexo. A analise da frequencia cardiaca e das escalas NFCS e NIPS a beira do leito e em video mostrou ser a lidocaina superior ao EMLA© no tempo mais invasivo do procedimento: a Introdução da agulha no espaco intervertebral. A superioridade da lidocaina em relacao ao EMLA® foi mais evidente no sexo feminino e, ainda, a lidocaina foi mais eficaz nas meninas, comparadas aos meninos. Conclusao: o EMLA®, da maneira utilizada neste estudo, nao se constituiu alternativa eficaz para a anestesia topica na puncao lombar de RN
Palavra-chave Dor
Recém-Nascido
Punção Espinal
Anestésicos Locais
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 120 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 120 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20050

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta