Padronizacao do metodo de quantificacao de neopterina em urina humana por cromotografia liquida de alta performance (HPLC) com deteccao ultravioleta

Padronizacao do metodo de quantificacao de neopterina em urina humana por cromotografia liquida de alta performance (HPLC) com deteccao ultravioleta

Título alternativo Neoprotein determination in human urine using high performance liquid chromatogarphy (HPLC) with ultraviolet detection
Autor Castro, Marcel Ribeiro de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo A neopterina pertence ao grupo das pteridinas, podendo ser detectada em varios fluidos corporeos. Altas concentracoes de neopterina sao relacionadas com doencas que apresentam intensa atividade de monocitos/macrofagos, uma vez que esta molecula e um produto excretado por estas celulas inflamatorias estimuladas por interferon-gama. Niveis elevados de neopterina sao encontrados, por exemplo, na urina e no soro de individuos com lupus eritematoso sistemico (LES), uma doenca auto-imune multissistemica caracterizada pela producao de anticorpos que reagem contra diversos autoantigenos. Desde que a neopterina urinaria demonstrou-se importante no diagnostico de doencas malignas, constatou-se a necessidade do desenvolvimento de um metodo para uma rapida determinacao das pteridinas em fluidos biologicos, particularmente na urina. Os metodos cromatograficos comumente utilizados na deteccao de pteridinas sao normalmente trabalhosos elou consomem muito tempo, dificultando sua utilizacao em larga escala. Desta forma, a objetivo principal deste trabalho foi a padronizacao e validacao de um metodo simples e pratico de quantificacao de neopterina urinaria utilizando cromatografia liquida de alta performance (HPLC) com deteccao de ultravioleta e, secundariamente, para demonstrar a aplicabilidade do metodo, a quantificacao da neopterina urinaria de pacientes com LES, correlacionando a concentracao de neopterina com os episodios de atividade ou nao da doenca. Para tanto, foram coletadas urinas de individuos saudaveis (n=49), com LES inativo (n=15), ativo (n=28) e altamente ativo (n=6), que passaram por filtragem em papel de filtro, checagem de pH e dosagem de creatinina. As cromatografias foram realizadas em HPLC com deteccao ultravioleta utilizandoa(au)
Palavra-chave Neopterina
Urina
Cromatografia Líquida de Alta Pressão
Idioma Português
Data de publicação 2004
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2004. 52 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 52 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20047

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta