Diagnostico diferencial entre leucemia linfocitica cronica-B, outras doencas linfoproliferativas cronicas-B e linfocitos B normais, atraves da citometria de fluxo quantitativa

Diagnostico diferencial entre leucemia linfocitica cronica-B, outras doencas linfoproliferativas cronicas-B e linfocitos B normais, atraves da citometria de fluxo quantitativa

Título alternativo Differential diagnosis between B-cell chronic lymphocytic leukemia and other B-ceel chronic lymphoproliferative disorders and normal B cells by quantitative flow cytometry
Autor Franco, Luciane Fonseca Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: estabelecer o diagnostico diferencial das DLPC pelo sistema de escore, padronizar a tecnica de imunofenotipagem quantitativa, determinar o CD23, CD19, CD20. CD5 e CD22 ABC na LLC, nas outras DLPC e nos linfocitos normais. Material e metodo: Foram estudados 74 pacientes com DLPC-B (60 LLC e 14 DLPC-B) e 10 individuos sadios como controle. Para a quantificacao do ABC utilizou-se o sistema QuantiBRITE beads (BID) atraves da CF. Resultados: Pelos sistemas de escore de Matutes et ai (1994) e Moreau et ai (1997), escore alto (4-5) foi obtido por 98,3 por cento dos casos de LLC, utilizando CD22 e 95 por cento com CD79b e escore foi inferior a 3 em todos os casos de DLPC (p< 0,0001). No estudo quantitativo, a solucao de lise comercial (BID) selecionou melhor a celula B. O CD19 ABC foi maior na celula normal (mediana: 12757,0) em relacao as neoplasicas (LLC: 8049,0; p=0,011 e DLPC: 4794,5; p=0,025) Na LLC, o CD20 ABC (21096,5) e CD22 ABC (3607,0) foram menores que nas outras DLPC (114702,0; p<0.001e 7928,5; p=0,002, respectivamente) e no grupo controle (137566,5; p<0.001e 15650,0; p<0,0001, respectivamente). Tanto o CD23 ABC quanto o CD5 ABC foram maiores na LLC (9022,5 e 11462,5 respectivamente) que nas DLPC-B(366,0; p<0.0001 e 1353,5; p=0,001, respectivamente) e no controle (3094,5; p=0,012 e 468,5; p<0,0001, respectivamente). Nos propomos um sistema de escore ABC para diferenciar a LLC das demais DLPC, dando um ponto para os valores: CD20<45000, CD23>1000, CD22<6000, CD5>2000 moleculas/celula. Quarenta e nove casos (81,6 por cento) de LLC apresentaram escore 34 e 11(18,3 por cento) escore &#61603; 2 e estes casos apresentavam morfologia atipica. Todos os casos de DLPC apresentaram escore inferior a dois. Conclusao: A citometria de fluxo quantitativa e de facil aplicacao. O sistema de escore ABC proposto e util na diferenciacao entre LLC e demais DLPC, na maioria dos casos. A nivel individual, permite diferenciar as celulas neoplasicas das normais, possibilitando a aplicacao da tecnica quantitativa na deteccao da doenca residual minima
Assunto Leucemia Linfocítica Crônica de Células B
Linfócitos B
Citometria de Fluxo
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 77 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 77 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20017

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)