Estudo da viabilidade no uso da telemedicina no diagnostico de pacientes com retinopatia diabetica

Estudo da viabilidade no uso da telemedicina no diagnostico de pacientes com retinopatia diabetica

Título alternativo Feasibility study in the use of telemedicine in the diagnosis of diabetic retinopathy
Autor Shinzato, Marisa Miyuri Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Em Mato Grosso do Sul (MS) ha apenas um centro de referencia para diagnostico e tratamento de retinopatia diabetica. Este centro esta localizado na sua capital, Campo Grande. Dessa forma, os pacientes de todo o estado tem que ser encaminhados para a mesma para diagnostico e tratamento da doenca. Alem de oneroso, devido ao transporte e hospedagem dos pacientes, este centro nao comporta o atendimento de toda a populacao diabetica do estado. Objetivo: Apresentar uma alternativa, atraves do uso da tecnologia, para que a maioria da crescente populacao de diabeticos possa ser submetida periodicamente a exame de triagem para diagnostico de retinopatia diabetica, principalmente para aqueles moradores de locais distantes da capital do estado, onde o atendimento especializado e de dificil acesso, sem a necessidade de deslocamento. Pacientes: Este trabalho foi baseado apenas na populacao atendida no Sistema unico de Saúde (SUS) de todos os municipios de Mato Grosso do Sul (MS) Metodos: Para o desenvolvimento deste estudo de viabilidade, foram geradas tabelas, apoiando-se na Contabilidade Administrativa Financeira, onde os numeros apresentados foram estimados e projetados atraves de pesquisa de mercado, relatorios e orcamentos. Atraves de calculo de custos para a aquisicao, manutencao, treinamento de tecnicos e execucao dos exames, atraves da telemedicina, foi projetado um orcamento de quanto cada municipio gastaria com o uso dessa tecnologia. Para fins de comparacao, foi calculado o custo que cada municipio teria se tivesse que deslocar toda a sua populacao de pacientes diabeticos cadastrados na rede publica de Saúde para a realizacao de exame oftalmologico especializado em Campo Grande. Resultados: Ha no estado 30589 pacientes diabeticos cadastrados na rede publica de Saúde, sendo indicado para os mesmos um exame de fundo de olho anual. Para o atendimento de todos esses paciente, atraves do uso de telemedicina, seriam gastos R$ 592.508,93, o valor total pago por este exame pelo SUS seria de R$ 377.468,26, existindo um valor deficitario total de R$ 215.040,67. O custo total necessario para o deslocamento dos pacientes de suas respectivas cidades para a capital Campo Grande seria de R$ 1.571.065,75. O custo medio estimado para cada exame, atraves da telemedicina foi calculado em R$ 19, 37, valor este superior aos R$12,34 pagos de acordo com a Tabela de Procedimentos do SUS. Conclusao: O uso da telemedicina para este fim e promissor, visto que, abrange todas a cidades do estado a um custo razoavel, tendo em vista os beneficios que poderao trazer para a Saúde publica, reduzindo os casos de incapacitacao pela perda da visao
Palavra-chave Retinopatia Diabética
Telemedicina
Cegueira
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 37 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 37 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/20001

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta