Traducao e validacao do Disabilities of the Arm, Shoulder and Hand (DASH) para a lingua portuguesa

Traducao e validacao do Disabilities of the Arm, Shoulder and Hand (DASH) para a lingua portuguesa

Título alternativo Translation and validation of the Disabilities of the Arm, Shoulder and Hand (DASH) to the portuguese language
Autor Orfale, Adriana Garcia Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: Existem varias doencas que irao interferir na mobilidade das articulacoes do MS, afeccoes reumaticas, ortopedicas, neurologicas, amputacoes e outras alteracoes; alem de interferir no bom funcionamento do membro, levam a dor, fraqueza muscular, instabilidade e compensacoes. O Disahililies of lhe Arm, Shoulder and Hcrnd (DASH) foi criado para mensurar disfuncao e sintomas fisicos em populacao heterogenea. Isto inclui: homens e mulheres, pessoas com leve, moderada ou severa disfuncao e uma grande variedade de desordens da extremidade superior. Tem como propositos: descrever diferencas entre grupos de pessoas para comparar com o impacto das desordens da extremidade superior. Por exemplo, os escores do DASH podem mostrar quem pode ou nao trabalhar e avaliar as mudancas ao longo do tempo. Essas mudancas podem relatar a historia natural da doenca ou os efeitos das intervencoes do tratamento. Objetivo: Este estudo teve por objetivo traduzir, adaptar e validar a versao brasileira do DASH Material e metodos: Este trabalho foi realizado em duas etapas. A primeira consistiu na realizacao da traducao para a lingua portuguesa e a adaptacao cultural; na segunda foi avaliada a reprodutibilidade e a validade do DASH para a populacao brasileira. Para isso, foram entrevistados um total de 65 pacientes com artrite reumatoide (segundo criterios de classificacao do Colegio Americano de Reumatologia), com idades entre 18 e 60 anos, de ambos os sexos, que nao apresentavam outras doencas que comprometessem os membros superiores e selecionados consecutivamente nos ambulatorios de reumatologia da UNIFESP. Resultados: Os coeficientes de correlacao de Spearman para avaliacao interobservador, entre os escores do DASH e do modulo opcional do DASH, apresentaram valores de 0,762 e 0,995, respectivamente, considerados estatisticamente significantes (p<0,05) e, portanto, de alta reprodutibilidade. Ja os coeficientes de correlacao intraclasse, apresentaram valores entre 0,97 e 0,99, tambem considerados estatisticamente significantes (p<0,05). Os coeficientes de correlacao de Spearman e intraclasses para a avaliacao intraobservador foram de 0,731 e 0,937, e 0,90 a 0,96, respectivamente. Portanto, foram estatisticamente significantes (p<0,01) e de alta reprodutibilidade. O indice de Ritchie mostrou uma fraca correlacao com os itens do DASH, e a escala visual analogica de dor mostrou boa correlacao com os escores do DASH. Conclusao: Podemos concluir que foi produzida a versao em portugues do Disabilities of the Arm, Shoulder and Hand (DASH); que e um instrumento reprodutivel e valido para a avaliacao do membro superior em pacientes brasileiros e que seus escores correlacionaram-se fortemente com a escala visual analogica de dor, fracamente, com o indice de Ritchie
Palavra-chave Artrite Reumatoide
Questionários
Tradução
Prazo de Validade de Produtos
Extremidade Superior/fisiopatologia
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 62 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 62 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19992

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta