Bloqueio androgenico intermitente versus continuo no tratamento do adenocarcinoma de prostata avancado

Bloqueio androgenico intermitente versus continuo no tratamento do adenocarcinoma de prostata avancado

Título alternativo Intermittent versus continuos androgen supression for advanced prostatic cancer: protocol for a systematic review
Autor Conti, Paulo de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Introdução: O tratamento clinico do cancer de prostata baseia-se na resposta ao bloqueio androgenico. Isso pode ser obtido por meio de castracao cirurgica ou quimica. Estima-se que a terapia de supressao androgenica seja efetiva em mais de 80 por cento dos pacientes, porem tem serias limitacoes, pois alem de paliativa pode associar-se com piora de qualidade de vida, e o tumor pode se tornar hormonorresistente no periodo de 18 a 36 meses. O bloqueio androgenico intermitente poderia retardar o desenvolvimento da refratariedade hormonal e consequentemente diminuir a morbidade, com melhora da qualidade de vida e reducao dos custos do tratamento. Objetivos: Comparar os efeitos do bloqueio androgenico intermitente ao bloqueio androgenico continuo, quanto ao tempo para progressao clinica do tumor ou para o escape do PSA (>50nglmL). Avaliar a qualidade de vida e tambem a sobrevida de pacientes com adenocarcinoma de prostata avancado, comprovado histologicamente. Metodos: Revisao sistematica da literatura de ensaios clinicos randomizados (ECRs) e ensaios clinicos quase randomizados (ECORs). Serao avaliados estudos com pacientes que, apos periodo inicial minimo de seis meses de bloqueio androgenico maximo (BAM) ou parcial (BAP), o PSA tenha atingido valores abaixo de 4ng/mL, sem progressao clinica da doenca, e que tenham sido selecionados para receber bloqueio androgenico ate o surgimento da hormonorresistencia. O criterio, para o reinicio do bloqueio androgenico, sera PSA igual ou acima de 0,4ng/mL, para pacientes com recidiva local ou falha bioquimica, e no maximo de 50nglmL para aqueles com metastase a distancia. Intervencao: o bloqueio androgenico sera usado em ciclos de modo intermitente, ate se obter o nadir do PSA, e com periodo variavel sem medicacao, ate o surgimento da hormonorresistencia (PSA acima de 50nglmL). Estrategia de busca: 1) pesquisas em bases de dados eletronicas: EMBASE, LILACS, MEDLINE e Registro de Ensaios Clinicos da Colaboracao Cochrane; 2) busca manual em revistas nao indexadas; 3) verificacao das referencias dos artigos encontrados; 4) contato com autores e industria farmaceutica. Os desfechos de interesse sao: Periodo de resposta ao tratamento, considerando o tempo para a progressao clinica do tumor ou para o escape do PSA; qualidade de vida e sobrevida. Para analise dos resultados, os dados serao sumarizados em uma metanalise. Para desfechos dicotomicos, os resultados serao expressos como risco relativo, com 95 por cento de intervalo de confianca. Desfechos continuos serao analisados de acordo com suas diferencas na media dos efeitos e seu desvio patrao. A heterogeneidade nos resultados dos estudos sera avaliada pela inspecao das apresentacoes graficas e pelo calculo do teste do Qui-quadrado
Palavra-chave Antagonistas de Androgênios
Neoplasias da Próstata
Metanálise
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 71 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 71 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19972

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta