Fatores de risco para a mortalidade em criancas e adolescentes com cancer e sepse / choque septico, internados em unidades de cuidados intensivos pediatrica oncologica (UCIPO)

Show simple item record

dc.contributor.author Silva, Elenice Domingos da [UNIFESP]
dc.date.accessioned 2015-12-06T23:04:41Z
dc.date.available 2015-12-06T23:04:41Z
dc.date.issued 2003
dc.identifier.citation São Paulo: [s.n.], 2003. 149 p.
dc.identifier.uri http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19964
dc.description.abstract Objetivo: Avaliar os fatores de risco para a mortalidade em criancas e adolescentes com cancer e sepse / choque septico, internados na Unidade de Cuidados Intensivos, e ainda avaliar comparativamente a capacidade dos escores PRISM III (Pediatric Risk Index Score for Mortality III) e PELOD (Pediatric Logistic Organ Dysfunction), nas primeiras 24 horas da admissao, na predicao de mortalidade para amostra em estudo. Casuistica e Metodos: Estudo retrospectivo de uma serie de pacientes com cancer e sepse I choque septico (n=155), internados na Unidade de Cuidado Intensivo Pediatrica Oncologica (UCIPO), no periodo de outubro de 1998 a outubro de 2001, com a avaliacao de fatores de risco para a mortalidade, atraves da analise de regressao logistica. Avaliacao do escore PRISM III versus PELOD. Resultados: Dos 155 pacientes, 47 evoluiram para obito (30,3 por cento). Quanto aos fatores de risco para mortalidade, vinte e duas variaveis foram analisadas na amostra em estudo, e, destas, cinco demonstraram significancia estatistica com potencial risco de mortalidade (p < 0,0001): infeccao respiratoria (RC = 4,493 e IC 95 por cento = 1,318 - 15,313), contagem inicial de granulocitos (RC = 3,220 e IC 95 por cento = 0,964 - 10,757), tempo de granulocitopenia (RC = 4,079 e IC 95 por cento = 1,164 - 14,292), disfuncao de orgaos (RC = 20,971 e IC 95 por cento = 4,888 - 89,981), e escore PELOD (RC = 1,084 e IC 95°/a = 1,017 1,156). Foram aplicados os escores PRISM III e PELOD nas primeiras 24 horas da admissao, e foi observada maior sensibilidade e especificidade do escore PELOD em relacao ao PRISM III no grupo estudado. Ambos os escores evidenciaram maior risco de mortalidade com a pontuacao acima de 11 (ponte de corte determinado atraves da curva ROC). Todos os pacientes que foram a obito faleceram dentro de um mes da internacao. Doze obitos (25 por cento) ocorreram nas primeiras 24 horas. Conclusoes: 0 presente estudo sugere que o caminho mais importante para melhorar resultados e atraves da deteccao e intervencao precoce de pacientes de alto risco para a mortalidade. Melhor enfoque e necessario na avaliacao da disfuncao organica; e o uso do escore preditivo, PELOD, pode contribuir como fator prognostico adicional a mortalidade pt
dc.format.extent 149 p.
dc.language.iso por
dc.publisher Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
dc.rights Acesso restrito
dc.subject Mortalidade pt
dc.subject Sepse pt
dc.subject Criança pt
dc.subject Neoplasias pt
dc.subject Índice de Gravidade de Doença pt
dc.title Fatores de risco para a mortalidade em criancas e adolescentes com cancer e sepse / choque septico, internados em unidades de cuidados intensivos pediatrica oncologica (UCIPO) pt
dc.title.alternative Risk factors for mortality in children and adolescents with cancer and sepsis / septic shock admitted in oncology pediatric intensive care unit en
dc.type Dissertação de mestrado
dc.identifier.file epm-11628.pdf
dc.description.source BV UNIFESP: Teses e dissertações
unifesp.campus Universidade Federal de São Paulo, Escola Paulista de Medicina pt



File

File Size Format View

There are no files associated with this item.

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Search


Browse

Statistics

My Account