Avaliação da modulação feita pela N-acetilcisteína na lesão de isquemia e repercussão hepática provocada, em ratos, previamente submetidos ao choque hemorrágico

Avaliação da modulação feita pela N-acetilcisteína na lesão de isquemia e repercussão hepática provocada, em ratos, previamente submetidos ao choque hemorrágico

Título alternativo Modulation exerted by N-acetylcysteine in the selective liver ischemia and reperfusion injury in rats previously submitted to controled hemorrhagic shock
Autor Portella, Antonio Olivio Valoria Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Montero, Edna Frasson de Souza Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O objetivo foi investigar a modulacao exercida pela N-acetilcisteina (NAC) na lesao de isquemia e reperfusao hepatica seletiva em ratos previamente submetidos ao choque hemorragico controlado. Foram utilizados 56 ratos Wistar, com peso de 317±35 gramas, que foram distribuidos em cinco grupos. CH-NAC-IR e CH-IR: choque hemorragico seguido de 1 isquemia e reperfusao hepatica com e sem NAC; CH-NAC e CH: choque hemorragico com e sem NAC; e sham: anestesia e cateterismos. Choque hemorragico em 10 min, pressao arterial media de 35mmHg por 50 minutos. Reposicao volemica com solucao de Ringer lactato (tres vezes o volume de sangue retirado) acrescido da metade do volume total do sangue retirado. IR- isquemia hepatica seletiva por 40 min e reperfusao por uma hora. Nos grupos com NAC r foram administradas duas doses de 150 mg/Kg de NAC via endovenosa, antes da isquemia e antes da reperfusao. No final da reperfusao, coletou-se sangue para analise bioquimica e removeu-se o figado para estudo histomorfometrico e mensuracao de glutationa e TBARS. O nivel de significancia foi 5 por cento (p_<<0,05). Os niveis de aminotransferases e fosfatase acida foram menores nos grupos tratados com NAC (CH-NAC-IR: AST=456147 ALT=410±139 e FAc=2,9±0,85; CH-NAC: AST=229±73 ALT=115±32 e FAc=2,3±0,58 ), em contraposicao aos sem tratamento (CH-IR: AST=1072±500 ALT=1056±548 e FAc=5,4±2,13; CH: AST=715±343 ALT=476±306 e FAc=4,4±2,05 ), da mesma forma que os niveis de TBARS (CH-NAC-IR=68±14 CH-NAC=67±15 e CH-IR=95±23 CH=80±12). A glutationa hepatica foi semelhante entre os grupos (CH-NAC-IR: GSH=2,9±1,2 GSSG=0,039±0,016; CH-NAC: GSH=3,1±1,3 GSSG=0,139±0,173; CH-IR: GSH=2,9±1,2 GSSG=0,045±0,016; CH: GSH=3,5±0,8 GSSG=0,057±0,028). A necrose hepatocitaria foi menor nos animais que receberam NAC, assim como nos lobos hepaticos nao-isquemicos comparados aos isquemicos para os grupos com IR (Lobos isquemicos/nao-isquemicos: CH-NAC-IR=12/9; CH4 NAC=10/9; CH-IR=19/14; CH=17/15). O perimetro da veia centrolobular nao se alterou de forma significante (Lobos isquemicos/nao-isquemicos: CH-NAC-IR=625/763* (p<0,05); CH NAC=730/712; CH-IR=823/777; CH=752/746). A area do espaco peri-portal foi menor para o grupo CH-NAC-IR (431±70) no lobo isquemico. Em conclusao, houve efeitos beneficos da NAC sobre a lesao de isquemia-reperfusao associada ao choque hemorragico, entretanto, a medida da glutationa nao refletiu o mecanismo indireto, pelo aumento da reserva intra-celular, sugerindo um mecanismo antioxidante direto
Palavra-chave Choque hemorrágico
Isquemia
Reperfusão
Fígado
Acetilcisteína
Ratos
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 58 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 58 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19954

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta