Atendimento pré-hospitalar de crianças e adolescentes traumatizados no município de São Paulo, no período de 1998 a 2001

Atendimento pré-hospitalar de crianças e adolescentes traumatizados no município de São Paulo, no período de 1998 a 2001

Título alternativo Prehospital care of traumatized children and adolescents treated in São Paulo from 1998 to 2001
Autor Abib, Simone de Campos Vieira Autor UNIFESP Google Scholar
Orientador Schettini, Sérgio Tomaz Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Pós-graduação Ciência cirúrgica interdisciplinar – São Paulo
Resumo O presente estudo analisou dois universos de criancas traumatizadas de zero a 18 anos, atendidas pelo pre-hospitalar no municipio de São Paulo, no periodo de 1998 a 2001. O primeiro e constituido por 604 vitimas atendidas pelas unidades de suporte avancado e o segundo, 12761 vitimas atendidas pelo sistema (unidades de resgate basico e avancado). O objetivo foi avaliar a epidemiologia do trauma da crianca na cidade e tracar o panorama do atendimento pre-hospitalar, no que tange ao atendimento, aos recursos disponiveis, a coleta de dados e ao banco de dados. Os resultados mostram que o perfil da crianca traumatizada atendida pelo pre-hospitalar no municipio de São Paulo e do sexo masculino (70,3 por cento), vitima de acidentes de transporte (62 por cento) e quedas (17,6 por cento). As ocorrencias se deram predominantemente no periodo da tarde (42 por cento) e nos finais de semana. A mortalidade foi de 1,6 por cento no universo Matriz e 9,6 por cento no universo SAMU. A mortalidade foi maior na faixa etaria de 0 a 5 anos e os obitos no local ocorreram em 70 por cento. Um indice para triagem das vitimas e proposto. Embora tenha havido melhorias no atendimento, com menores tempos-resposta durante o periodo de observacao, o sistema de atendimento pre-hospitalar do municipio de São Paulo necessita de redimensionamento de recursos, alem de treinamento especifico para atendimento de criancas. Os resultados mostram que as viaturas de suporte avancado estao sendo bem utilizadas, mas pode-se otimizar ainda mais o seu uso. Sugere-se re-estruturacao do banco de dados e sua reavaliacao constante, para que as modificacoes sejam realizadas conforme a demanda. Deve-se unificar os bancos de dados do pre-hospitalar, dos hospitais e do IML e reavaliar os hospitais de referencia para atendimento da crianca traumatizada, ja que as graves foram predominantemente transportadas para os hospitais da zona oeste
Palavra-chave Ferimentos e lesões
Criança
Serviços médicos de emergência
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 135 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 135 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19922

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta