Transplante de limbo e conjuntiva de doador vivo e membrana amniotica para a reconstrucao da superficie ocular na defiCiência limbica total

Transplante de limbo e conjuntiva de doador vivo e membrana amniotica para a reconstrucao da superficie ocular na defiCiência limbica total

Título alternativo Conjunctival limbal grafts from living donor and amniotic membrane transplantation for ocular surface reconstruction in total limbal deficiency
Autor Santos, Myrna Serapiao dos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivo: Avaliar a eficacia do transplante de limbo e conjuntiva de doador vivo e membrana amniotica na reconstrucao da superficie ocular em casos de defiCiência limbica total; avaliar a influencia dos seguintes fatores nos resultados obtidos: causa da defiCiência limbica, olho seco, queratinizacao da superficie ocular, alteracoes palpebrais, compatibilidade HLA receptor-doador, transplante de cornea e imunossupressao sistemica. Metodos: Trinta e tres olhos de trinta e um pacientes portadores de defiCiência limbica total, em 22(67 por cento) olhos secundaria a queimadura quimica e em 11(33 por cento) a sindrome de Stevens-Johnson, foram submetidos a cirurgia de reconstrucao da superficie ocular por meio do transplante de limbo e conjuntiva de doador vivo e membrana amniotica. Nos casos bilaterais, pacientes e parentes de primeiro grau submeteram-se ao exame de histocompatibilidade HLA (I e II) para identificacao do doador mais compativel. Inicialmente, o tecido fibrovascular que recobria a cornea foi excisado, seguido pelo transplante de membrana amniotica preservada, e de limbo e conjuntiva do olho contralateral, nos casos unilaterais, ou de doador vivo relacionado, nos casos bilaterais. Transplante de cornea penetrante foi realizado na vigencia de opacidade estromal profunda. Nos casos nao compativeis (HLA haplo-identicos ou distintos) e naqueles submetidos a transplante de cornea, imunossupressao sistemica com ciclosporina A e prednisona foi introduzida. Foi realizada citologia de impressao do epitelio corneo-conjuntiva) para o diagnostico da defiCiência limbica e no controle pos-operatorio. Resultados: Dos 33 olhos, 10(30 por cento) foram submetidos a transplante autologo e 23 (70 por cento) a transplante alogeno de limbo e conjuntiva de doador vivo relacionado. Transplante de cornea associado foi realizado em 16(48,5 por cento) olhos e em 17(51,5 por cento) casos foi introduzida imunossupressao sistemica. Sucesso cirurgico foi obtido em 11(33,3 por cento) olhos, com tempo medio de seguimento de 33 ± 12 meses. A acuidade visual pos-operatoria foi significativamente maior do que a pre-operatoria (p< 0,001), com 20(60,6 por cento) olhos apresentando melhora. A analise de univariancia mostrou que os fatores causa da defiCiência limbica, olho seco, queratinizacao da superficie ocular, alteracoes palpebrais e compatibilidade HLA receptor-doador, influenciaram de maneira significante a sobrevida das cirurgias de reconstrucao da superficie oculara(au)
Palavra-chave Transplante de Córnea
Âmnio/transplante
Túnica Conjuntiva/transplante
Transplante de Células-Tronco
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 120 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 120 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19906

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta