Avaliacao da sistematizacao de enfermagem - SAE - em um hospital universitario

Avaliacao da sistematizacao de enfermagem - SAE - em um hospital universitario

Título alternativo Evaluation of nursing assistence systematization in a university hospital
Autor Reppetto, Maria Angela Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Este estudo descritivo teve por objetivo avaliar a Sistematizacao da Assistencia de Enfermagem - SAE, em unidades de internacao: Cardiologia, Doencas Infecto-Parasitarias no Adulto e Neurocirurgia, em um hospital universitario. Os objetivos especificos foram: caracterizar essas unidades de internacao; verificar quais as fases da SAE implementadas; descrever os diaqnosticos de enfermagem encontrados nas unidades; relacionar os diagnosticos com o modelo conceitual utilizado; descrever as prescricoes de enfermagem segundo as unidades; verificar a determinacao de prescricoes de enfermagem para os diagnosticos estabelecidos; descrever os registros de identificacao dos membros da equipe de enfermagem apos as fases da SAE; e identificar a atitude dos enfermeiros frente a SAE. O modelo conceitual foi baseado nos referenciais de Horta (1970), Orem (1995) e conceito epidemiologico de risco (Almeida, Rouquayrol, 1992), o qual foi elaborado para a implementacao da SAE no hospital campo de estudo. Os dados foram obtidos atraves da analise retrospectiva de 135 prontuarios, 45 em cada uma das unidades acima referidas, e de resposta das enfermeiras a escala do Diferencial Semantico de Osgood (Pereira, 1976). Os resultados obtidos indicaram que existe numero adequado de membros da equipe de enfermagem em relacao ao numero de leitos. As fases da SAE implementadas nos 45 prontuarios de cada unidade sao: Cardiologia: historico u 31 (68,9 por cento), diagnostico u 38 (84,4 por cento), prescricoes u 43 (95,6 por cento), evolucao u 28 (62,2 por cento), anotacao u 45 (100,0 por cento). Doencas Infecto-Parasitarias no Adulto: historico u 1 (2,2 por cento), diagnostico u 36 (80,0 por cento), prescricoes u 37 (82,2 por cento), evolucao u 2 (4,4 por cento), anotacao u 43 (95,6 por cento). Neurocirurgia: historico u 45 (100,0 por cento), diagnostico u 45 (100,0 por cento), prescricoes u 43 (95,6 por cento), evolucao u 39 (86,6 por cento), anotacao u 45 (100,0 por cento). Os diagnosticos de enfermagem considerados mis frequentes (50 por cento e mais) nas unidades foram: Cardiologia u risco para infeccao u 39 (86,7 por cento), intolerancia a atividade u 36 (80,0 por cento), risco para sangramento na perfusao tissular cardiaca u 34 (75,5 por cento), risco para sangramento: uso de anticoagulante u27 (57,8 por cento), risco para debito cardiaco diminuido u 26 (57,8 por cento)a(au)
Palavra-chave Cuidados de Enfermagem
Avaliação
Diagnóstico de Enfermagem
Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 180 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 180 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19900

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta