Consultoria em patologia de partes moles: visão crítica de um consultor

Consultoria em patologia de partes moles: visão crítica de um consultor

Título alternativo Consultation in soft tissue pathology: critical view of a consultant
Autor Ellinger, Fred Google Scholar
Franco, Marcello Fabiano de Autor UNIFESP Google Scholar
Instituição Faculdade de Medicina de Marília Serviço de Anatomia Patológica e Citopatologia
Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Resumo OBJECTIVE: The authors reviewed 500 cases of mesenchymal lesions from the private consultation files of one of them (F. E.) to evaluate the adequacy of sending of consultations by referring pathologists. METHODOLOGY: The information contained in the documents requesting the consultation as well as the material sent were evaluated. RESULTS: It was observed that in high percentage of cases, there is absence of important information in the request such as: name of the patient, gross appearance of the lesion; depth of the lesion; clinical, surgical and pertinent laboratorial information; diagnosis of the referring pathologist and questions and doubts made by the referring pathologist. CONCLUSION: It was concluded that the referring pathologists could improve significantly the submission of the cases. To achieve this goal the authors propose a series of items in the form of a checklist to be verified by the referring pathologist when a case will be sent in consultation.

OBJETIVOS: Os autores revisaram 500 casos de lesões mesenquimais do arquivo de consultas da Faculdade de Medicina de Marília enviados a um deles (F. E., patologista consultor) para avaliar a adequabilidade do envio de consultas. PROCEDIMENTOS: Foram avaliadas as informações contidas nos documentos que solicitavam as consultas, bem como o tipo de material enviado. RESULTADOS: Observou-se que há alto percentual de ausência de informações importantes, tais como nome do paciente, aspecto macroscópico da lesão, localização da lesão quanto à profundidade, informações clínicas, cirúrgicas e de exames complementares pertinentes, hipótese diagnóstica do patologista consultante e formulação de questões, dúvidas pelo mesmo. CONCLUSÕES: Concluiu-se que os patologistas consultantes podem melhorar muito a adequação do envio de suas consultas, e para tanto os autores propõem uma série de itens a serem transmitidos ao consultor, por ocasião do envio da consulta, para que esta possa ser realizada da melhor maneira possível, com real benefício para os pacientes.
Palavra-chave Neoplasia
Soft tissue
Surgical pathology
Consultants
Consultation
Neoplasia
Tecidos moles
Patologia cirúrgica
Consultores
Consultoria
Idioma Português
Data de publicação 2004-02-01
Publicado em Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial. Sociedade Brasileira de Patologia ClínicaSociedade Brasileira de PatologiaSociedade Brasileira de Citopatologia, v. 40, n. 1, p. 49-52, 2004.
ISSN 1676-2444 (Sherpa/Romeo)
Publicador Sociedade Brasileira de Patologia ClínicaSociedade Brasileira de PatologiaSociedade Brasileira de Citopatologia
Extensão 49-52
Fonte http://dx.doi.org/10.1590/S1676-24442004000100012
Direito de acesso Acesso aberto Open Access
Tipo Artigo
SciELO S1676-24442004000100012 (estatísticas na SciELO)
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/1990

Exibir registro completo




Arquivo

Nome: S1676-24442004000100012.pdf
Tamanho: 114.0KB
Formato: PDF
Descrição:
Abrir arquivo

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta