Microdisseccao testicular

Microdisseccao testicular

Título alternativo Testicular microdissection: histological and vascular repercussions in rabbit's testis
Autor Oliveira Filho, Antonio Barbosa de Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Avaliar as repercussoes histologicas do epitelio seminifero e da vascularizacao testicular em coelhos, apos a microdisseccao testicular (MT). Metodo: Foram utilizados 12 coelhos adultos (Nova Zelandia), divididos em quatro grupos com tres animais cada um (Grupo 1- controle; Grupo 2- SHAM; Grupo 3-Experimental e Grupo 4- controle vascular). Para a analise histologica foram realizados procedimentos cirurgicos sob anestesia geral com Ketalar® + Coopazine® : Grupo 1- Biopsia testicular do lado esquerdo; Grupo 2- Incisao da tunica vaginal esquerda e sutura, Grupo 3- Microdisseccao testicular do lado esquerdo e Grupo 4- Laparotomia abdominal e orquiectomia bilateral em monobloco (patch da aorta + arterias gonadais), e arteriografia com contraste radiologico (BARIOGEL®), sob controle radioscopico. Apos 45 dias, os testiculos do lado direito dos coelhos dos grupos 2 e 3 foram submetidos a biopsias e os testiculos do lado esquerdo a arteriografias com BARIOGEL®. Os fragmentos testiculares foram submetidos a histotecnologia de rotina e corados com Hematoxilina-Eosina. As seccoes histologicas transversais dos tubulos seminiferos foram analisadas ao microscopio de luz, baseando-se no escore de Johnsen. Os parametros morfometricos tubulares (diametro total, altura do epitelio e diametro da luz) foram obtidos com auxilio do software para analise de imagem (AXIO-VISION 3.1 - ZEISS). Resultados: No grupo experimental as pontuacoes 6 e 5 (ausencia de espermatozoides na luz do tubulo seminifero) foram mais ~ frequentes' e a pontuacao' 8 (presenca de espermatozoide) foi menos frequente que nos grupos controles e SHAM (p<0,001, p<0,05 e p<0,001). Os parametros morfometricos tubulares nao foram estatisticamente diferentes nos tres grupos. A vascularizacao no grupo experimental ficou alterada em relacao ao grupo controle vascular. Observou-se um desarranjo da vascularizacao sub-capsular da arteria I gonadal, desaparecimento dos ramos perifericos(aspecto de omalhao), com reducao do calibre dos vasos e do tamanho testicular. Conclusoes: 1) Ocorreu alteracao do padrao da espermatogenese nos testiculos do lado direito; 2) Os parametros morfometricos dos tubulos seminiferos nao sofreram alteracoes significativas nos tres grupos; 3) Apos a MT, a angioarquitetura da tunica albuginea apresentou alteracao do padrao vascular com reducao e perda de ramos arteriais; 4) O volume testicular sofreu reducao apos o procedimento de MT. Portanto, considerando-se as repercussoes histologicas e vasculares nos testiculos dos coelhos, observadas no presente trabalho, pode ser sugerido que nos homens portadores de azoospermia nao obstrutiva a biopsia testicular deve ser evitada, previamente aos procedimentos de obtencao de espermatozoides
Palavra-chave Espermatogênese
Oligospermia
Testículo/anatomia & histologia
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 66 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 66 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19892

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta