Alterações neuroquímicas associadas a epilepsia do lobo temporal

Alterações neuroquímicas associadas a epilepsia do lobo temporal

Título alternativo Neurochemical alteration related to temporal lobe epilepsy
Autor Naffah-Mazzacoratti, Maria da Graca Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O modelo de epilepsia induzido pela injecao sistemica de pilocarpina, um agonista colinergico muscarinico, reproduz em roedores as principais caracteristicas da epilepsia do lobo temporal, que acomete os seres humanos e, o hipocampo e uma das principais areas afetadas. 0 modelo se caracteriza por tres fases comportamentais e eletrograficas bem distintas: a) fase aguda, caracterizada pela ocorrencia de estado de mal epileptico (SE) de longa duracao (12-18 h); b) fase silenciosa, caracterizada pela normalizacao comportamental e eletrografica (15 dias); c) fase cronica, caracterizada pela presenca de crises espontaneas e recorrentes (2 a 3 crises por semana, persistindo por toda a vida do animal). 0 fenomeno epileptico pode estar envolvido com um aumento da funcao excitatoria do SNC, diminuicao da funcao inibitoria ou pode ainda associar ambos mecanismos. Nesse contexto, um dos primeiros trabalhos efetuados nesse estudo, foi a quantificacao dos principais aminoacidos excitatorios e inibitorios e, um estudo da taxa de utilizacao das principais monoaminas, presentes no hipocampo de animais submetidos ao modelo experimental de epilepsia induzido por pilocarpina, foi tambem efetuado. Os resultados mostraram que o hipocampo desses animais apresentava uma neurotransmissao completamente alterada. Havia excesso na liberacao de glutamato durante o estado de mal epileptico, aumento da taxa de utilizacao de NE, diminuicao na taxa de utilizacao de DA, entre outras anormalidades encontradas. Apos esse trabalho, cinco linhas de pesquisa foram desenvolvidas no sentido de entendermos de que maneira o tecido nervoso normal, apos sofrer uma lesao, passa a apresentar disparos anormais, sendo considerado um foco epileptico. Estudamos entao: 1- Alteracao na expressao de proteinas ligadas a transducao do sinal de membrana e epileptogenese. Nesse item investigamos a expressao de proteinas fosforiladas no residuo da tirosina (PTyP), a expressao da proteina cinase ativada por mitogenos (MAPK) e da fosfoproteina associada ao crescimento (GAP-43); 2- Proteinas envolvidas na exocitose e sinaptogenese hipocampal na epilepsia do lobo temporal. Nessa fase do trabalho, investigamos a relacao entre proteinas ligadas a sinaptogenese e exocitose de vesiculas sinapticas(Mint 1 e sinaptofisina)a(au)
Palavra-chave Epilepsia do lobo temporal
Pilocarpina
Plasticidade neuronal
Sistema nervoso central/fisiologia
Epilepsy, temporal lobe
Pilocarpine
Neuronal plasticity
Central nervous system/physiology
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 339-Tese / 104-Memorial p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 339p.-Tese / 104p.- Memorial
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de livre-docência
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19883

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta