Cateterismo vesical intermitente- tecnica limpa

Cateterismo vesical intermitente- tecnica limpa

Título alternativo Clean intermitent catheterization: aspects involved in its utilization as a therapeutic alternative in patients with neurogenic blader dysfunction
Autor Lelis, Maria Alice dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O cateterismo vesical intermitente - tecnica limpa (CVI) e uma importante medida terapeutica no tratamento de pacientes com disfuncoes vesicoesfincterianas, sendo o seu maior beneficio diminuir a chance de deterioracao do trato urinario superior. O objetivo deste estudo foi identificar os fatores limitantes e os fatores favoraveis a instituicao do cateterismo vesical intermitente como metodo terapeutico em pacientes com disfuncoes vesico-esfincterianas. Nos avaliamos dados clinicos e urodinamicos de 30 pacientes tratados com cateterismo vesical intermitente. Cada paciente preencheu diario miccional e fecal por sete dias consecutivos e respondeu ao questionario de avaliacao de qualidade de vida WHOQOL-bref. Quatro pacientes tinham comprometimento da funcao renal, seis pacientes alteracao do trato urinario superior e treze pacientes pressao detrusora > 40 cm H20 na cistometria. Nao houve associacao entre comprometimento da funcao renal e integridade do trato urinario superior com pressao detrusora > 40 cm H20. Houve associacao entre contracao vesical voluntaria e incontinencia urinaria (p=0,001) e entre pressao detrusora > 40 cm H20 e incontinencia urinaria. Pacientes em que o volume medio drenado por cateterismo correspondia a pressao detrusora  40 cm H2O ou a pressao detrusora  20 cm H2O, eram mais continentes (p=0,011) e (p=0,005). Quando avaliada a qualidade de vida pelo WHOQOL-bref, pacientes na faixa etaria de 31 a 50 anos, apresentaram maior comprometimento no dominio psicologico (P=0,039) e pacientes com deficit de mobilidade nos dominios psicologicos (p=0,003) e meio-ambiente (p=0,005). Concluimos que o cateterismo vesical intermitente interfere favoravelmente na evolucao dos pacientes com pressao detrusora de perda > 40 cm H2O, protegendo o trato urinario superior. A continencia urinaria e favorecida por menores pressoes intravesicais durante o enchimento e por adequacao do volume urinario drenado em cada cateterismo com capacidade vesical funcional. Adultos jovens e pacientes com deficit de mobilidade necessitam cuidados especiais por apresentarem maior comprometimento da qualidade de vida
Palavra-chave Qualidade de Vida
Cateterismo Urinário
Urodinâmica
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 110 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 110 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19872

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta