Cateterismo vesical intermitente- tecnica limpa

Cateterismo vesical intermitente- tecnica limpa

Título alternativo Clean intermitent catheterization: aspects involved in its utilization as a therapeutic alternative in patients with neurogenic blader dysfunction
Autor Lelis, Maria Alice dos Santos Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo O cateterismo vesical intermitente - tecnica limpa (CVI) e uma importante medida terapeutica no tratamento de pacientes com disfuncoes vesicoesfincterianas, sendo o seu maior beneficio diminuir a chance de deterioracao do trato urinario superior. O objetivo deste estudo foi identificar os fatores limitantes e os fatores favoraveis a instituicao do cateterismo vesical intermitente como metodo terapeutico em pacientes com disfuncoes vesico-esfincterianas. Nos avaliamos dados clinicos e urodinamicos de 30 pacientes tratados com cateterismo vesical intermitente. Cada paciente preencheu diario miccional e fecal por sete dias consecutivos e respondeu ao questionario de avaliacao de qualidade de vida WHOQOL-bref. Quatro pacientes tinham comprometimento da funcao renal, seis pacientes alteracao do trato urinario superior e treze pacientes pressao detrusora > 40 cm H20 na cistometria. Nao houve associacao entre comprometimento da funcao renal e integridade do trato urinario superior com pressao detrusora > 40 cm H20. Houve associacao entre contracao vesical voluntaria e incontinencia urinaria (p=0,001) e entre pressao detrusora > 40 cm H20 e incontinencia urinaria. Pacientes em que o volume medio drenado por cateterismo correspondia a pressao detrusora  40 cm H2O ou a pressao detrusora  20 cm H2O, eram mais continentes (p=0,011) e (p=0,005). Quando avaliada a qualidade de vida pelo WHOQOL-bref, pacientes na faixa etaria de 31 a 50 anos, apresentaram maior comprometimento no dominio psicologico (P=0,039) e pacientes com deficit de mobilidade nos dominios psicologicos (p=0,003) e meio-ambiente (p=0,005). Concluimos que o cateterismo vesical intermitente interfere favoravelmente na evolucao dos pacientes com pressao detrusora de perda > 40 cm H2O, protegendo o trato urinario superior. A continencia urinaria e favorecida por menores pressoes intravesicais durante o enchimento e por adequacao do volume urinario drenado em cada cateterismo com capacidade vesical funcional. Adultos jovens e pacientes com deficit de mobilidade necessitam cuidados especiais por apresentarem maior comprometimento da qualidade de vida
Assunto Qualidade de Vida
Cateterismo Urinário
Urodinâmica
Idioma Português
Data 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 110 p.
Editor Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 110 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Tese de doutorado
URI http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19872

Mostrar registro completo




Arquivos deste item

Arquivos Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)