Expressao de genes da resposta imune em carcinoma de colo uterino

Expressao de genes da resposta imune em carcinoma de colo uterino

Título alternativo Expression of immune response genes in cervical cancer
Autor Chinellato, Angela Paula Pellegatta Autor UNIFESP Google Scholar
Resumo Objetivos: Avaliar a resposta imunologica contra o carcinoma de colo de utero, investigando as possiveis correlacoes entre marcadores de ativacao imunologica, marcador de proliferacao tumoral (p27) e persistencia do tumor apos o tratamento. Materiais e Metodos: Os niveis de mRNA de FasL, Fas, Granzima B, PI-9 e da subunidade K da RNA polimerase II (POLR2K) foram estudados em amostras de cancer e tecido normal de colo uterino de 42 pacientes. A expressao dos genes foi determinada atraves de RT-PCR quantitativo com competidor. Como controle interno, utilizamos a expressao do gene serina/treonina quinase 25 (SKT-25), apos realizarmos experimentos que permitiram concluir que a expressao de SKT-25 e adequada para esta finalidade. A expressao de p27 foi analisada por imunohistoquimica em 8 amostras de carcinoma de colo uterino e 4 de tecido normal adjacente. Resultados: Os niveis de mRNA de SKT-25 nao apresentaram diferencas estatisticamente significantes entre amostras de cancer e de tecido normal de colo uterino e entre amostras de cancer de pacientes com e sem persistencia da doenca apos o tratamento. Houve uma maior expressao dos genes de POLR2K e de granzima B no tecido cancerigeno comparado com o tecido normal, com medianas 6,5x103 vs. 2,3x103 unidades relativas (UR) (p= 0,0001) para POLR2K e 1,3 vs. 0,4 UR (p= 0,0001) para granzima B, respectivamente. O gene de PI-9 tendeu a ser mais expresso em amostras de cancer do que no tecido normal adjacente (medianas: 0,24 vs. 0,18 UR, respectivamente; p=0,087). Os niveis de mRNA de Fas e FasL nao diferiram estatisticamente entre amostras de carcimona e de tecido normal. A expressao de granzima B tendeu a ser maior em amostras de pacientes com persistencia da doenca apos o tratamento comparada com aquelas sem persistencia (medianas: 1,8 vs. 1,5 UR, respectivamente; p=0,1). A expressao de p27 tambem tendeu a se correlacionar com a expressao de Fas (r=0,6; p=0,14), granzima B (r=0,7; p=0,09) e POLR2K (r=0,7; p=0,11). Conclusoes: O uso de SKT-25 como gene controle e adequado para analise de expressao genica entre cancer e tecido normal de colo uterino e entre amostras de cancer de pacientes com e sem persistencia, por RT-PCR quantitativo com competidor. A maior expressao do gene granzima 13 e PI-9 em amostras de cancer de colo uterino,a(au)
Palavra-chave Expressão Gênica
Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa
Neoplasias do Colo do Útero
Idioma Português
Data de publicação 2003
Publicado em São Paulo: [s.n.], 2003. 61 p.
Publicador Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP)
Extensão 61 p.
Direito de acesso Acesso restrito
Tipo Dissertação de mestrado
Endereço permanente http://repositorio.unifesp.br/handle/11600/19860

Exibir registro completo




Arquivo

Arquivo Tamanho Formato Visualização

Não existem arquivos associados a este item.

Este item está nas seguintes coleções

Buscar


Navegar

Minha conta